Data de Hoje
18 October 2021

7 curiosidades superfofas sobre gatos com dedinhos extras

Você sabe exatamente quantos dedos possui um gatinho? Normalmente, apenas 18: cinco em cada patinha dianteira e quatro nas traseiras. Entretanto, é relativamente comum que algum filhote nasça com polidactlia, ou seja, com alguns dedinhos a mais.

1. Mutação genética

A polidactilia é uma mutação genética causada por um gene dominante. Ou seja, se um dos papais-gato tiver essa alteração, a probabilidade de seus filhotes nascerem com a mesma condição é de quase 50%.

2. Normalmente, não há nenhum problema

O fato de seu gatinho possuir mais dedos que os demais felinos não deve ser encarado com muita preocupação. A polidactilia não causa nenhum malefício à saúde dele – mas também não traz nenhum benefício, dando inclusive mais trabalho na hora de aparar suas unhas.

Entretanto, outra condição pode causar essa anomalia: a hipoplasia radial. Nesse caso, é bom procurar um veterinário, já que as duas patinhas dianteiras podem nascer com problemas de formação ou torcidas.

3. Na Inglaterra eles são mais comuns

Os gatos polidáctilas estão espalhados por todo o globo. Porém, existe uma concentração maior deles na Inglaterra e no País de Gales, e também na região leste dos Estados Unidos e do Canadá.

4. Pode ser uma fofura a mais de seu gato

Algumas pessoas até gostam que seus felinos possuam um dedo extra, já que isso os torna diferentes e especiais. Assim, existe “mais gato” para ser amado.

Click Notícias

Foto: Mara Silvany/ Click Notícias

5. Marinheiros acreditavam que eles traziam sorte

Os gatos com dedos extras eram vistos com bons olhos nos navios, ganhando o apelido de “gatos ciganos”. Os marinheiros acreditavam que esses animaizinhos tinham um equilíbrio maior na embarcação por serem seres superiores.

6. Recordista

No Guinnes Book, o gatinho recordista em polidactilia possuía 28 dedos! Eram sete em cada patinha, com garra, “almofadinha” e estrutura óssea!

7. Eles são conhecidos como “Gatos de Hemingway”

Na década de 1930, o escritor norte-americano Ernest Hemingway ganhou uma gatinha polidáctila de um marinheiro chamado Stanley Dexter. O autor era apaixonado por esses animais peludinhos e deu o nome de Branca de Neve à sua “filha”.

Atualmente, existem cerca de 50 descendentes de Branca de Neve vivendo na casa de Hemingway, que virou museu. Eles recebem tratamento veterinário regularmente e são tratados como tesouros históricos.

Click Notícias

Foto: Mara Silvany/ Click Notícias

Fonte: Mega curisos/ Foto:  Click Notícias
Facebook Comments