Data de Hoje
25 October 2021

8 mil aderem a demissão voluntária e Petrobras prevê economizar R$ 13 bi

O plano de incentivo ao desligamento voluntário da Petrobras deverá gerar economia de R$ 13 bilhões entre 2014 e 2018 em estimativa conservadora, disse a empresa em comunicado nesta segunda-feira (5).

(Correção: ao ser publicada, esta reportagem afirmava que a economia de R$ 13 bilhões se daria até 2015. O correto é até 2018. A reportagem foi corrigida às 13h09).

A Petrobras estimou uma provisão (reserva) de R$ 2,4 bilhões no demonstrativo contábil do primeiro trimestre referente os valores pagos aos empregados que aderiram ao programa, com efeito de R$ 1,6 bilhão no resultado, líquido dos impostos diferidos de R$ 815 milhões.A empresa informou que o número de empregados inscritos no programa de demissão voluntária atingiu 8.298, o equivalente a 12,4% do efeito total da Petrobras. A previsão é que 55% dos desligamentos ocorram ainda em 2014.

"Estimamos também que o custo do referido incentivo seja compensado em um tempo médio de 9 meses após a saída de cada um de nossos profissionais", acrescentou a empresa.

O número informado está perto da estimativa apontada pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) em meados de janeiro, quando a Petrobras divulgou seu programa, de cerca de 8,4 mil petroleiros.

Corte de gastos

O plano de demissão voluntária da Petrobras foi aprovado em janeiro. Segundo a estatal, o objetivo é adequar os efetivos da empresa ao plano de negócios e "atender aos interesses da companhia compatibilizando com as expectativas dos empregados".

Facebook Comments