Data de Hoje
28 February 2021

A pedido de Dilma, ministro e chefe das Forças Armadas ajudarão a conter ataques a UPPs

 
A pedido de Dilma, ministro e chefe das Forças Armadas ajudarão a conter ataques a UPPs

Foto: Paulo Araújo/ Estadão Conteúdo

 

Depois de reunir-se com o governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, a presidente Dilma Rousseff confirmou que vai ajudar a combater os ataques às Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) do estado. O ministro da Justiça José Eduardo Cardozo e o chefe do Estado Maior das Forças Armadas, o general José Carlos De Nardi, foram convocados pela chefe do Executivo nacional a medir, na próxima segunda-feira (24), a extensão da crise de segurança no Rio. Segundo Cabral, que convocou a reunião após os ataques a quatro UPPs nesta quinta-feira, eles estarão às 10h no Centro Integrado de Comando e Controle. O governador ainda afirmou que já ocorrem “estudos preliminares que começam a ser feitos a partir desse momento pelo governo federal e pelo governo estadual”, que podem levar a avanços em “procedimentos importantes”. Apesar do pedido de ajuda, Cabral demonstrou tranquilidade em relação à Copa do Mundo. “Nosso plano foi exaustivamente discutido com todos os Estados. Temos um excelente plano de segurança para enfrentar situações na Copa do Mundo. Então estamos muito seguros. Teremos uma excelente Copa com um excelente padrão de segurança”, ressaltou. Com informações da Folha de S.Paulo
Facebook Comments