Data de Hoje
3 August 2021

Administradas pela CCR, estações de ônibus continuam abandonadas e sem projetos

Responsável pela administração dos terminais de ônibus do Iguatemi, Rodoviária, Pirajá e Mussurunga, a CCR Metrô Bahia – que também gerencia o modal sobre trilhos – promete instalar, a partir de agosto, 85 câmeras de monitoramento integrantes do circuito fechado de TV, que começa a funcionar em um prazo de 90 dias. Embora tenha assumido os espaços desde abril de 2014, até o momento a concessionária ainda não realizou qualquer intervenção. Questionada pelo Bahia Notícias, a empresa informou que os terminais passarão por “grandes alterações” para integração com as estações de metrô, o que incluirá reformas dos reservatórios de água e dos sanitários femininos e masculinos dos usuários, funcionários e motoristas. Segundo a companhia, com a chegada da Linha 1 até a Estação Pirajá, as alterações no local têm até  para ser concluídas. Também está prevista a instalação de itens de acessibilidade como peças de comunicação em braile, rampas, rota tátil e sanitários adaptados. Já foram realizados, conforme a CCR, serviços de limpeza, pintura, segurança e organização de embarque e desembarque de passageiros, associada à implantação de uma “rotina de manutenção”, na qual trabalham 90 agentes de segurança, 84 de atendimento e 101 de limpeza, distribuídos nos quatro terminais. De acordo com a empresa, os funcionários passaram por capacitação para prestar auxílio a pessoas com deficiências ou mobilidade reduzida, além de treinamento de combate a incêndio e primeiros socorros.

Facebook Comments