Data de Hoje
21 February 2024
Foto reprodução

Aeroporto de Salvador lidera como o pior do país, aponta pesquisa

O Ministério dos transportes fez uma pesquisa de satisfação com os aeroportos brasileiros e o aeroporto de Salvador, um dos quatro que o governo vai levar a leilão em março, foi o mais mal avaliado por passageiros ouvidos. O de Curitiba foi apontado pelos passageiros como o melhor aeroporto do país pela terceira vez consecutiva.
O Presidente do Conselho Regional de Turismo da Bahia Roberto Duran explicou que a situação do aeroporto é grave e que a concessão, que vai acontecer no primeiro semestre precisa obrigar a empresa que assumir o equipamento a fazer as mudanças e modernizações necessárias.

O Presidente da FeBHA – Federação Baiana de Hospedagem e Alimentação, Silvio Pessoa, explicou que o turismo teve um ano de 2016 muito ruim devido a falta de gestão do governo no setor, que engloba: o problema do Centro de Convenções, e o aeroporto de Salvador. Silvio ainda explicou que o prejuízo para setor pode chegar a RR$ 600 milhões de reais.  

 
Na pesquisa, que levou em consideração opiniões coletadas durante o quarto trimestre de 2016, o aeroporto de Salvador ficou com nota 3,77, em uma escala que vai de 1 a 5. No terceiro trimestre, Salvador havia conseguido nota 3,86. O aeroporto da capital baiana e o de Cuiabá, que ocupava a última posição na pesquisa anterior, são os únicos com nota inferior a 4. A pesquisa ouviu a opinião de passageiros dos 15 principais aeroportos brasileiros.
 
Na lista de 15 aeroportos, apenas cinco tiveram queda de nota no quarto trimestre de 2016, em relação ao trimestre anterior: Guarulhos, Fortaleza, Campinas, Santos Dumont e Salvador. A pesquisa ouviu 14.085 passageiros no total, sendo 9.037 de voos domésticos e 5.048 de voos internacionais. Esses passageiros atribuem notas que variam de 1 a 5 para serviços e a estrutura oferecidos nesses 15 aeroportos, desde a limpeza dos banheiros até o tempo para restituição das bagagens, num total de 37 itens. Além disso, dão uma nota geral para o aeroporto.
 
Entre os itens avaliados pelos passageiros, o custo-benefício dos produtos de lanchonetes e restaurantes continua sendo aquele com a pior avaliação, com nota 2,85. O segundo mais mal avaliado foi o custo-beneficio de produtos comerciais, que recebeu nota 2,94, e o terceiro foi o custo do estacionamento, com nota 3,20.
Fonte: Bahia Econômica