Data de Hoje
18 May 2021
Fotos: Divulgação / Secom

Agenda da Concha Acústica já está aberta para novos projetos; veja as mudanças

Agenda da Concha Acústica já está aberta para novos projetos

Faltando pouco tempo para o festival que vai inaugurar oficialmente a requalificação da Concha Acústica do Teatro Castro Alves (TCA), a agenda para eventos no novo espaço já está aberta para o segundo semestre. Com a abertura oficial marcada ainda para este primeiro semestre, em um evento com diversas linguagens e manifestações artísticas, o público fiel do espaço de espetáculos de Salvador poderá voltar a lotar a arquibancada a partir de julho.

Fotos: Divulgação / Secom

Fotos: Divulgação / Secom

Artistas e produções interessadas devem entrar em contato com a direção artística do TCA. A pauta de 2016 deve ser anunciada logo depois da inauguração. De acordo com o diretor-geral do Teatro, Moacyr Gramacho, a requalificação do espaço valoriza as produções, dá mais conforto ao público e melhora o trabalho de assistência técnica. “Preservamos a alma e o espírito da Concha. A arquibancada e o ‘diamante’, como é chamada a estrutura do palco, são estruturas da década de 50 – tombadas nacionalmente como arquitetura moderna – e foram preservadas, mas o entorno mudou muito e um dos maiores investimentos foi em tecnologia”.

Além do palco principal, que tradicionalmente recebia shows musicais, a Concha Acústica agora pode realizar peças ao ar livre e outros espaços, como o Esplanada de 2.600 metros quadrados de pedras portuguesas, que podem ser alugados para eventos, exposições e feiras.

Fotos: Divulgação / Secom

Fotos: Divulgação / Secom

Outra novidade é a cobertura do palco, antes feito de lona, que ‘fechava’ o diamante, e que agora foi substituída por uma passarela técnica, onde está toda a parte de tecnologia cênica. Um ecotelhado com grama sobre a passarela ajuda a reduzir a temperatura na cabine. “A passarela cumpre um papel importante do complexo, que é a formação e qualificação profissional. Isso porque, além de controlar a mecânica do espetáculo, o espaço também funcionará como salas de aula durante o dia e também nos shows. Será possível ver os profissionais trabalhando e estudantes assistindo aulas ao mesmo tempo”, revela Gramacho.

O público também contará com um edifício garagem de cinco pavimentos com 320 vagas. A expectativa é que, com a arrecadação do estacionamento, haja uma redução no custo da estrutura para o estado. Também foram construídos novos camarins, bilheteria e corredor específico para carga e descarga.

Artistas na obra

Relembrando grandes momentos da carreira que viveu nos palcos da Concha Acústica e das apresentações que assistiu da plateia, a cantora Carla Visi foi ao canteiro de obras conferir o andamento da reforma. “O teatro tem todo um ritual, uma formalidade que lhe é inerente, mas o Teatro Castro Alves tem, na Concha, uma alternativa mais relaxada, ao ar livre, onde o artista sente a atmosfera do público baiano com mais intensidade”, afirmou.

A cantora acrescenta que a arquitetura da Concha “favorece a interação do artista com a plateia e esse espaço é fundamental para nossas manifestações culturais e artísticas. Agora, a expectativa é que ele esteja sempre cheio de eventos, porque isso é o que nós precisamos, da cultura ocupando todos os espaços possíveis na nossa cidade. E eu não vejo a hora de poder estar naquele palco também”.

Durante a visita, Carla Visi cumprimentou e agradeceu aos operários pelo trabalho que está sendo feito na requalificação do complexo. Entre eles, o trabalhador conhecido como Nildo Baiano, também cantor e compositor, mostrou à Carla Visi uma das canções que escreveu. Ele prometeu entrar em contato com a cantora para apresentar outras composições.

Nildo não esconde a satisfação de fazer parte da reforma da Concha. “Vai ser muito bom para Salvador ter um espaço de show como esse. Tenho muito orgulho de estar aqui trabalhando nessa obra, porque também sou ligado à música, e sonho, se um dia Deus permitir, estar me apresentando neste palco que eu ajudei a reformar”, comemora.

Fonte: Secom
Facebook Comments