Data de Hoje
24 September 2021

Agentes da Anvisa e da Polícia Federal interrompem partida entre Brasil e Argentina

Foto: Reprodução/TV Globo

Agentes da Polícia Federal e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) paralisaram a partida entre Brasil e Argentina, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de Futebol 2022, na tarde de o ontem domingo (5), na Neo Química Arena, em São Paulo. O jogo foi interrompido quando o cronômetro marcava seis minutos do primeiro tempo.

A ação ocorreu para retirar quatro jogadores argentinos que foram barrados pela Vigilância Sanitária. A Anvisa solicitou, então, que a PF expulsasse os atletas por prestarem informações sanitárias falsas no processo de entrada no Brasil.

Os jogadores autuados pela agência reguladora são o goleiro Emiliano Martinez, os meias Emiliano Buendia e Giovani Lo Celso e o zagueiro Cristian Romero.

Com a confusão, todos os jogadores argentinos saíram de campo em direção ao vestiário. A partida foi suspensa definitivamente às 17h.

 

Ordem descumprida

Em entrevista à TV Globo, durante a intervenção dos agentes, o diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, justificou a ação do órgão. “Chegamos nesse ponto porque tudo aquilo que a Anvisa orientou, desde o primeiro momento, não foi cumprido”, argumenta.

“Eles tiveram orientação para permanecer isolados para aguardar a deportação. Mas não foi cumprido. Eles se deslocam até o estádio, entram em campo, há uma sequência de descumprimentos”, completa Barra Torres.

O gestor da Anvisa também comentou que os quatro jogadores barrados deixaram de prestar informações sanitárias ao preencher documento de chegada ao Brasil.

“Eles, ao chegarem em território nacional, apresentam a declaração de saúde do viajante. Neste documento não falava que eles passaram por um dos três países que estão restritos, justamente para a contenção da pandemia. Mas depois foi constatado que eles passaram pelo Reino Unido”, afirma.

De acordo com portaria da Anvisa, quem chega do Reino Unido, África do Sul e Índia deve permanecer durante 14 dias em quarentena ao ingressar no Brasil.

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) divulgou nota comunicando a suspensão da partida e delegando à Fifa, por se tratar de competição ligada à Copa do Mundo, a responsabilidade de decidir o que vai ocorrer.  “As Eliminatórias da Copa do Mundo são uma competição da Fifa. Todas as decisões que dizem respeito à sua organização e desenvolvimento são da competência exclusiva daquela instituição”, diz a nota.

Muita informação

Facebook Comments