Data de Hoje
17 June 2021

Aleluia acusa governo Jaques Wagner de dirigir licitações

José Carlos Aleluia bateu duro no governo Jaques Wagner ao responder a Rui Costa

O prefeito ACM Neto (DEM) preferiu escalar o seu ex-secretário municipal de Transportes, José Carlos Aleluia, para responder às críticas do candidato do PT a governador, Rui Costa, ao modelo de licitação escolhido para a renovação da concessão das linhas de ônibus de Salvador. Rui, responsável pela operação que transferiu o metrô da Prefeitura para o Estado, acha que a “licitação onerosa”, em que o empresário paga pela linha, pode resultar em tarifas mais elevadas, porque desconsidera a característica “subsidiada” do sistema. Aleluia, que montou o modelo adotado por Neto, reagiu com palavras duríssimas, acusando o governo do Estado de dirigir licitações para favorecer empresários, citando os casos da Fonte Nova e do metrô de Salvador. – Não somos como o governo do Estado, que faz licitações dirigidas para favorecer empresários, a exemplo da Fonte Nova, que vão ter (sic) R$ 100 milhões/ano e a do metrô, onde eles vão ter R$ 150 milhões/ano. A Prefeitura busca um modelo que agrega recursos para o município, sem aumento de tarifa e dando um ganho para a cidade, já que eles não vão ter de construir nada para operar o sistema. O que Rui fez no governo foi eleger os piores modelos nas licitações do Estado, que está aí endividado, de cuia na mão e com uma conta monumental a ser paga no futuro. Pelo duríssimo teor da resposta de Aleluia, que comporta duas acusações gravíssimas, convém que Rui faça imediatamente uma tréplica e até Wagner reaja.

Facebook Comments