Data de Hoje
17 June 2021

Alstom: Conselheiro do TCE-SP recebeu US$ 950 mil de empresário, diz tribunal suíço

Alstom: Conselheiro do TCE-SP recebeu US$ 950 mil de empresário, diz  tribunal suíço

Foto: Evelson Freitas/Estadão

 
Um acórdão de 28 páginas, enviado pelo Tribunal Penal de Bellinzona, na Suíça, para o Ministério Público de São Paulo (MP-SP), aponta que o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado paulista (TCE-SP), Robson Marinho, recebeu um depósito de U$ 950 mil feito pelo empresário Sabino Indelicato, acusado de ser intermediário da multinacional francesa Alstom e o governo local. Marinho é suspeito de ter sido subornado pela empresa para garantir um contrato com a Empresa Paulista de Transmissão de Energia (EPTE) e a Eletropaulo durante a gestão de Mário Covas (PSDB), entre 1995 e 1997, na qual era chefe da Casa Civil. As investigações iniciaram em 2008. Em fevereiro deste ano, o ex-secretário afirmou em nota que jamais cometeu qualquer ato ilícito. A sentença da Justiça suíça, referente a um recurso de Indelicato, que queria impedir o envio de documentos relativos à sua movimentação bancária ao Brasil, revela que Marinho depositou US$ 1,1 milhão em uma conta no mesmo banco de Indelicato – e que, desse montante, US$ 950 mil foram repassados pelo empresário. Ainda de acordo com a decisão judicial, Marinho viajou à França para assistir aos jogos da Copa do Mundo de 1998 com despesas pagas pela Alstom. Na época, ele visitou as empresas da multinacional. Para o Ministério Público de São Paulo, o envio da decisão pelo tribunal de Bellinzona abre precedentes para investigações sobre crimes de improbidade cometidos por políticos brasileiros. Com informações do jornal O Estado de São Paulo e Folha de S. Paulo.
Facebook Comments