Data de Hoje
19 May 2021

Anvisa abre consulta para definir regras de rótulos de alimentos que possam causar alergias

muher-olhando-rotulo-rotulo-data-de-validade-ceia-de-natal-1324387864492_564x430

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) inicia nesta segunda-feira (16) uma consulta pública para definir mudanças nos rótulos de alimentos que contêm ingredientes capazes de provocar alergia. A nova proposta está disponível no portal da Anvisa e as sugestões devem ser enviadas através de um formulário específico, em até 60 dias. Entre as chamadas substâncias alergênicas a serem listadas nas embalagens dos produtos estão: cereais com glúten, crustáceos, ovo, peixe e amendoim; o leite, a soja, castanhas em geral, nozes e os sulfitos (presentes no vinho). A proposta ainda prevê a inclusão das informações sobre produtos que contenham traços ou derivados desses ingredientes. Após a decisão final da agência, as indústrias terão prazo de 12 meses para adequação às novas regras. De acordo com a Agência Brasil, no Brasil, 8% das crianças têm alergia alimentar, segundo estimativa da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia. Nos Estados Unidos, as indústrias são obrigadas a prestar esse tipo de informação desde 2006, na União Europeia, Austrália e Nova Zelândia, desde 2003, e no Canadá, desde 2011. Uma campanha no Facebook, chamada “Põe no rótulo” foi criada pela administradora de empresa Priscilla Tavares, para conscientizar a sociedade sobre os riscos da falta de informações nos rótulos para as pessoas alérgicas. Segundo a criadora da página, é importante que o órgão regulador esteja preocupado com o assunto e fiscalize o cumprimento da norma. Para Priscilla, a “informação clara no rótulo vai melhorar muito a segurança alimentar e a vida de muitas famílias”. Dependendo do grau de sensibilidade, o alérgico pode ter choque anafilático, fechamento da glote, além de outras reações graves que podem levar à morte.

Facebook Comments