Data de Hoje
3 August 2021
Foto: Divulgação

Ao lado de João Roma, Bruno Reis assina autorização para início do trecho 2 do BRT de Salvador

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), e o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, assinaram, nesta quarta-feira (2), a autorização para início da execução do trecho 2 do BRT da capital baiana.

Serão investidos R$ 215,2 milhões, com recursos do Orçamento Geral da União e contrapartida da prefeitura, através de financiamento com a Caixa. A assinatura contou com articulação do ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos).

A elaboração do projeto básico deve ser iniciada já em julho, com previsão para conclusão em três meses. Em seguida, a prefeitura fará a licitação para início da implantação do trecho 2, que vai da estação BRT Cidade Jardim (Parque da Cidade) à Estação da Lapa.

“Nós trabalhamos para ajudar a agilizar este projeto, porque sei que ele vai ser importante para melhorar a vida das pessoas em Salvador, principalmente daquelas que mais precisam, daquelas que utilizam o transporte público diariamente. Agora, com a autorização para a elaboração dos projetos, nosso desejo é que o processo possa caminhar e que as obras sejam logo iniciadas”, afirmou Roma.

O ministro da Cidadania agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e ao ministro Rogério Marinho pelo carinho e atenção com Salvador.  “Vamos continuar à disposição para ajudar no que puder nossa capital baiana”, afirmou Roma.

Além de João Roma, Rogério Marinho e Bruno Reis, participaram da solenidade de assinatura o deputado federal Marcio Marinho (Republicanos); o secretário municipal de Infraestrutura de Salvador, Luiz Carlos; o secretário Nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Regional e Urbano, Tiago Pontes.

 

Sobre o projeto

As obras do trecho 2 do BRT vão da Estação da Lapa ao Parque da Cidade. Além da implantação do corredor expresso, de viadutos na Avenida Garibaldi e do elevado paralelo no Vale das Pedrinhas, serão construídas seis estações: Vasco da Gama, Ogunjá, HGE, Rio Vermelho, Vale das Pedrinhas e Cidade Jardim.

Além disso, a Estação da Lapa será reformulada para permitir a operação do BRT de forma integrada ao metrô.

Para a elaboração dos projetos básico e executivo, o Orçamento Geral da União empenhou R$ 1 milhão, sendo R$ 175,5 mil liberados agora e o restante quando o empreendimento começar a ser executado. A contrapartida do município é de R$ 7,1 milhões.

O trecho 1 do BRT está em fase final de obras, com viadutos e retornos já concluídos e sendo utilizados pela população. Os trechos 1 e 2 do BRT vão ligar a Estação da Lapa à região do Iguatemi.

O trecho 3, por sua vez, prevê a ligação com a orla, passando pelo bairro do Itaigara. O trecho 1 está sendo utilizado com recursos do Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana (Pró-Transporte), do MDR.

 

Fonte: Muita Informação

Facebook Comments