Data de Hoje
4 December 2021

Após aliança com Rui, presidente do PHS acusa Marcelo Guimarães de ameaçá-lo

O presidente do PHS na Bahia, Miguel Rehem, acusou o ex-presidente do Esporte Clube Bahia Marcelo Guimarães de ameaçá-lo, devido à insatisfação com a aliança do partido com o candidato do PT ao governo do Estado, Rui Costa. De acordo com o dirigente, o fato vai gerar registro policial em delegacia. “Foi o Marcelo Guimarães pai. Ele ameaçou dizendo que ‘ia resolver’ e me achar em qualquer lugar. Eu vou fazer um registro para preservar a integridade minha e da minha família. Ele me fez ameaça por duas vezes. Vou registrar na delegacia para poder ter alguma coisa e deixar [a polícia] ciente da situação”, relatou Rehem, em contato com o Bahia Notícias. Apesar do clima de insegurança, por determinação da executiva nacional da sigla, o presidente vai autorizar o registro da candidatura a deputado estadual do também ex-comandante tricolor, Marcelo Guimarães Filho. “É aquela coisa, a direção determinou que fosse mantida a candidatura e ele apoiasse quem ele quisesse”, argumentou Miguel Rehem. Segundo ele, o PHS fará coligação proporcional ainda com o PMN e o PTdoB, décima legenda confirmada na adesão à caminhada petista. “Vai ser uma chapinha, digamos assim”, revelou. Ao BN, o chefe do PT baiano, Everaldo da Anunciação, disse que, apesar do imbróglio com a família Guimarães, a aliança não sofrerá abalos. “Nem o PT nem os partidos que apoiam Rui fazem questão nem do voto nem da campanha dele [MGF]. Precisamos de pessoas que tenham compromisso com o nosso projeto. Sei que a alma dele está ligada a Paulo Souto e a Geddel [Vieira Lima, postulante a senador pelo PMDB], mas ele não pode fazer nenhum tipo de ameaça”, criticou. A reportagem tentou contato com MGF, mas não obteve êxito.

Evilásio Júnior, Bahia Notícias

Facebook Comments