Data de Hoje
27 September 2021
Foto: Reprodução

Após denúncia, superintendente do Santa Izabel rebate: “Vai ser processado”

Após a denúncia do médico Francisco Neto, que afirma haver um esquema de corrupção dentro do Hospital Santa Izabel, o superintendente da Santa Casa, Eduardo Queiroz, decidiu rebater às declarações durante o programa de Zé Eduardo, na manhã desta terça (6), na rádio Metrópole. De acordo com Neto, os pacientes do Sistema Único de Saúde que precisam realizar procedimentos médicos e operações procuram os urologistas da unidade que afirmam que não há vagas para o atendimento gratuito.

“Ele atuou na casa no passado e não há registros desta denúncia. Consta pra gente que ele trabalhou no hospital até julho de 2012. Militou no passado e este ano realizou apenas um procedimento”, afirma Queiroz, informando que Francisco Neto tem pouca atividade na instituição e “geralmente quando são poucos procedimentos realizados pelo médico ele nem tem contato com a diretoria”.

Ainda conforme Queiroz há membros da diretoria que não conhecem o urologista. “Vamos pedir toda documentação da denúncia e ele será processado porque a Santa Casa está tendo sua imagem distorcida na mídia. Não há nenhum registro de denúncia formal com relação a isso e ele nunca nos procurou”, disse.

A denúncia

De acordo com o médico, ha sua saída do Santa Izabel aconteceu após ele denunciar o suposto esquema à diretoria – que também seria envolvida. “Uma grande maioria dos médicos na minha especialidade fazem isso como rotina diária. Eu saí porque denunciei a diretoria do hospital. Era mais fácil me tirar do que tirar o esquema que faz parte toda a diretoria do hospital”, explica.

Segundo Neto, o recebimento do valor das cirurgias acontece através de terceiros, para tentar mascarar a fraude. “E não recebem em cheque. Há anos atrás, eu vi a diretora com muitos cheques. Para mim, não são médicos, são ladrões. Quem não tem caráter pode ser um bom profissional? (…) Isso existe em todas as especialidades”, acrescenta.

Procurado pelo Metro1, o Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindimed) afirmou que desconhece o suposto esquema. “Cabia a ele fazer a denúncia formal ao Cremeb, que fiscaliza a atividade médica. Até para que isso ficasse mais claro. Independente de quem seja, tem que ser apurado rigorosamente para que não fique dúvida. Se tem um grupo fazendo, o que não pode é jogar para toda a categoria”, disse o presidente do Sindimed, Francisco Magalhães, que prometeu apurar o caso.

A diretoria do Santa Izabel negou, através de nota, qualquer irregularidade na instituição. “A Santa Casa da Bahia adotará as medidas judiciais cabíveis com relação à denúncia contra a sua Diretoria. Asseguramos ainda que a Santa Casa da Bahia sempre agiu de maneira ética e transparente, sobretudo na apuração de denúncias, reclamações e queixas de qualquer espécie. A preservação da reputação e do nível de integridade do Hospital Santa Izabel é algo de muita relevância para todos os funcionários e voluntários que atuam na Instituição. Para tanto, mantém controles internos eficazes coerentes com padrões legais e éticos”, disse, ressaltando que não foram apresentadas provas.

Por Bocão News / Inf. Metro 1
Facebook Comments