Data de Hoje
12 May 2021

Após questionamento do MP, Igor Kannário não vai mais puxar bloco infantil

Bloco anunciou substituição do cantor pela banda Gang do Samba

Depois de um questionamento feito pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), o bloco infantil Ibéji anunciou nesta quarta-feira (27) que substituiu o cantor Igor Kannário pela banda Gang do Samba em seu desfile no sábado (6) no Campo Grande, a partir das 11h.

Em uma nota sobre a importância de alertar os artistas contratados com verba pública de que a lei proíbe que incitem violência, o MP-BA citou que o bloco pediu patrocínio à Secretaria da Cultura da Bahia em documento que trazia a cantora Katê como principal atração, mas depois passou a anunciar Kannário como nome de destaque.

No documento que o MP enviou à secretaria e ao Ibéji, é citado que Kannário tem histórico considerado “impróprio” para estar à frente de um bloco para crianças. A promotoria cita que o cantor teve processos por porte de substâncias tóxicas. Kannário já foi detido duas vezes por porte de maconha – em uma delas chegou a ser autuado por tráfico de drogas – e já se envolveu em outras confusões. Em 2012, ele foi acusado de destruir um quarto de hotel e agredir um funcionário em Aracaju.

Hoje, o Ibéji divulgou nota assinada pela proprietária, Marta di Santana, confirmando a troca de atrações. “Nós do Bloco Ibéji, informamos que, após tomarmos conhecimento da recomendação do Ministério Público, através da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, resolvemos substituir a atração que se apresentaria no dia 06/02 (sábado) pela banda Gang do Samba”, diz apenas o texto.

O cantor Igor Kannário não foi encontrado para comentar o caso.

Facebook Comments