Data de Hoje
5 July 2022

Após reações adversas, Ministério da Saúde garante que vacina não traz riscos

Após reações adversas, Ministério da Saúde garante que vacina não traz riscos

Foto: Divulgação

 
Apesar da ocorrência de seis casos de reações adversas à vacina contra o HPV, desde o início da campanha do Ministério da Saúde no último dia 10, a pasta assegurou que a imunização não oferece riscos. “É uma vacina que tem quase dez anos de uso no mundo inteiro. É uma vacina nova aqui no Brasil, mas  há 50 países no mundo que utilizam, quase 175 milhões de doses da vacina aplicadas”, ressaltou o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa. A vacinação contra o HPV, que pode causar até câncer de colo de útero, continua normalmente e encerra no dia 10 de abril. Para Barbosa, o medo de tomar a vacina pode gerar casos de tontura ou até desmaio e que isso ocorre “com qualquer injeção”. “Por isso que o Ministério da Saúde recomenda que a menina seja vacinada sentada e que ela não faça esforços físicos logo após tomar a vacina”, recomendou. O secretário também mencionou sintomas como vermelhidão e pequeno inchaço no local onde foi aplicada a vacina como comuns e sem motivo de preocupação. Barbosa ainda afirmou que há uma orientação para que os 35 mil postos de saúde registrem todas as reações às vacinas, não somente contra o HPV
Facebook Comments