Data de Hoje
23 September 2021

Após ser barrada várias vezes em porta giratória, mãe bota bebê no chão

Na tentativa de entrar em uma agência bancária de Suzano, na Grande São Paulo, uma executiva de vendas colocou sua filha de apenas dois meses no chão. Conforme o G1,  ela alega que como não havia nenhuma cadeira, precisou fazer isso para identificar o objeto que a impedia de entrar no banco.
Indignada, Léia Alves fez uma foto da filha no chão e publicou em uma rede social. O post teve centenas de compartilhamentos. A Caixa Econômica Federal informou que a porta giratória atende à legislação que disciplina o sistema de segurança e que vai avaliar a conduta dos profissionais.
Léia contou que na quarta-feira (9) foi a um banco na cidade com a bebê. No local, ela retirou da bolsa a carteira com um saco de moedas, guarda-chuva e celular e guardou em uma guarda-volumes. Assim, passou pela porta giratória sem dificuldade.
Segundo a executiva, só depois de retirar um termômetro da bolsa é que conseguiu entrar no banco. “Eu entrei chorando e muito nervosa. Na hora que coloquei a bebê no chão, os seguranças ficaram rindo de mim.”
A Caixa Econômica Federal informou que “a instalação de portas automáticas giratórias com detectores de metal nas agências estão de acordo com a Lei 7.102/83, que disciplina o sistema de segurança em estabelecimentos financeiros. Os equipamentos de segurança são utilizados pelo banco para impedir o acesso de pessoas armadas às agências e garantir a segurança de seus clientes, nunca para criar obstáculos ou constrangimentos.”
Em nota, o banco ainda esclarece “que coloca à disposição de seus clientes o serviço de armário guarda-volumes na sala de autoatendimento da agência, para que possam ser armazenados bolsas e sacolas com objetos que ocasionem o travamento da porta automática giratória.”
Segundo a Caixa Econômica Federal, “as imagens do circuito fechado de filmagens e que tomará providências imediatas caso seja verificada má conduta por partes dos profissionais.
Facebook Comments