Data de Hoje
24 May 2022
Foto: Max Haack / Divulgação

Artistas criticam descaracterização do Furdunço: ‘Foi tudo muito FEIO’

O evento reuniu cerca de um milhão de pessoas no Circuito Tapajós (Ondina-Barra), neste domingo, mas alguns músicos acreditam que a presença de trios maiores atrapalha.

O Furdunço, espécie de pré-carnaval que acontece da Ondina à Barra (Circuito Tapajós), é um sucesso. Em sua quarta edição, realizada neste domingo (19), o evento reuniu cerca de um milhão de foliões, segundo estimativas da prefeitura, e grandes atrações, como Baiana System, Léo Santana e Alavontê. Porém, foi justamente um aspecto desse sucesso que gerou reclamações de alguns artistas, que apontam descaracterização do projeto. O músico Rowney Scott usou seu perfil no Facebook para manifestar a sua insatisfação.

“Gente, é tão fácil definir e delimitar ‘o que é’ um microtrio ou um minitrio. Ex.: tem que caber tudo dentro ou em cima, no máximo, de um carro utilitário ou camionete. Caminhão, não!!!”, escreveu. E prosseguiu com o argumento de que as grandes atrações “não cabem” na proposta original do evento. “Quando liberaram ‘trios pequenos’, nos anos anteriores, já tava na cara no que ia dar… Além disso… Baiana, Banda Eva, Alavontê, também já não cabem, alguns nunca couberam. Que curadoria é essa? O conceito se perdeu completamente, ou fomos muito ingênuos. Fudeunço!”.

Outro que reclamou foi o guitarrista Felipe Guedes, considerado uma grande revelação da música brasileira por muitos nomes consagrados, como o maestro Letieres Leite. Felipe cita, inclusive, falta de sensibilidade dos colegas. Diz ele: “Furdunço foi a prova de como somos inertes aos absurdos. Trios com volumes altíssimos. E a união da classe??? A galera com microtrio pedindo na maior educação do mundo que criasse um espaço para que todos fossem escutados e curtidos pelo povo, e responderam ‘foda-se’, vaiaram, o povo completamente descontrolado, o típico ‘carnaval’ invadiu o furdunço, cobraram música aos músicos na sensibilidade 0. Ensaiei com duas bandas e toda sonoridade foi sacrificada, de graça. Foi tudo muito FEIO. Admiro quem sobreviveu a tudo isso. Nossos momentos de paz se foram”, disse.

O Furdunço foi concebido como uma opção ao carnaval dos megatrios e dos grandes blocos.

Por James Martins / Bahia.ba

 

Facebook Comments