Data de Hoje
4 August 2021

“As coisas vão ficar piores”, avalia Lula sobre crise política

lula1

Foto: Divulgação

Em encontro com a presidente Dilma Rousseff e ministros no Palácio da Alvorada nesta terça-feira (14) para montar uma estratégia de reação do governo devido ao impacto da Operação Lava Jato, o ex-presidente Lula afirmou que “as coisas vão ficar piores”.

Lula estava furioso com a atuação da Polícia Federal, que nesta terça-feira fez buscas e apreensões em casas de políticos da base aliada. Ele ressaltou que Dilma precisa sair logo desta agenda negativa.

Dois participantes da reunião disseram que Lula esbravejou que Dilma “não tem que ficar falando de Lava Jato”. “Você tem que governar, ir para a rua, conversar com o povo, divulgar os seus programas. Não pode ficar só nessa agenda de Lava Jato e ajuste fiscal”, afirmou o ex-presidente.

Lula também se reuniu ainda com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e insistiu para que ele divulgue as medidas para a etapa seguinte ao ajuste fiscal, pois, segundo o ex-presidente, o governo deve “vender” esperança.

Ainda de acordo com Lula, a aprovação de Dilma e a dele caíram muito mais por problemas na economia do que por causa das denúncias de corrupção na Petrobras.

A presidente Dilma também afirmou que não pode fazer nada em relação às investigações da Polícia Federal. De acordo com a publicação, existem rumores nos bastidores que os próximos alvos da Lava Jato são os presidentes da Câmara, Eduardo Cunha, e do Senado, Renan Calheiros.

Fonte: Varela Notícias

Facebook Comments