Data de Hoje
17 June 2021

Assalto a carro-forte deixa segurança baleado em supermercado de Stella Maris

Pelo menos seis assaltantes participaram da ação; houve troca de tiros entre eles e seguranças

Um segurança e um criminoso foram baleados durante um assalto a um carro-forte no supermercado Hiper Ideal, em Stella Maris, no início da tarde desta quarta-feira (30). De acordo com informações da Central de Polícia, o carro-forte abastecia os caixas eletrônicos que ficam localizados dentro do mercado; a situação ocorreu por volta das 13h30.

Seis assaltantes em três motos participaram do assalto. Na troca de tiros, um dos seguranças do carro-forte foi baleado, bem como um dos assaltantes. O segurança, que não teve a identidade revelada, foi atingido por quatro tiros e encaminhado ao Hospital Aeroporto. Já o assaltante foi atingido no abdômen e socorrido por policiais, após uma perseguição que terminou na entrada de Stella Maris, para o Hospital Menandro de Farias, em Lauro de Freitas. Após o crime, o mercado fechou.

Segundo a polícia, os seis assaltantes, que estavam em motos, chegaram ao local já atirando. No total, quatro homens atuavam na segurança do carro-forte; dois deles estavam dentro do veículo e outros dois já estavam com os malotes do lado de fora.

Durante a fuga, o assaltante que estava ferido tomou de assalto o veículo de uma mulher que deixava os dois filhos de 5 e 8 anos em uma escola próxima ao local do crime. No momento da abordagem, a mulher estava sozinha e foi obrigada a sair do carro, modelo Corsa Classic branco.

Uma viatura da 15ª Companhia Independente de Polícia Militar, que fazia uma ronda de rotina pelo local, perseguiu o carro roubado e uma nova troca de tiros na entrada de Stella Maris. Neste momento, os policiais atiraram contra o pneu do carro roubado, que foi obrigado a parar. Com o suspeito, que já havia sido ferido durante a troca de tiros com os seguranças, foram apreendidas uma pistola ponto 40 e uma arma longa escopeta calibre 12, roubada do segurança do carro-forte. Em nota, a Polícia Militar informou que além dele, outro assaltante estava no veículo e conseguiu fugir com o malote.

Segundo a Polícia Civil, o único suspeito preso, identificado como Rialbert Souza dos Anjos, tem mandado de prisão por duplo de homicídio. Todo material apreendido com ele foi apresentado ao Grupo de Repressão a Roubos a Estabelecimentos Financeiros (GRREF), da Polícia Civil. Não há informações sobre os demais suspeitos, que fugiram em motocicletas. Segundo as investigações, a quadrilha pode ser a mesma que roubou um malote de um carro-forte que abastecia um caixa eletrônico instalado em um supermercado do bairro da Pituba no último dia 21.

Procurada, a administração do Hiper Ideal disse que não irá se posicionar sobre o caso. A Prosegur, empresa de serviço de segurança do carro-forte, confirmou a ocorrência e disse que está oferecendo toda a assistência necessária aos seus colaboradores e familiares, assim como apoiando as autoridades policiais nas investigações.

No local, diversas pessoas relataram a insegurança da região e o grande número de assaltos. “Minha nora estava fazendo mercado e já tinha pagado as compras, estava esperando somente o troco no caixa, quando os bandidos chegaram e a troca de tiros começou. Ela ficou bastante assustada e voltou agachada para o interior do mercado”, disse Antonio Magalhães, 75 anos, sogro de uma cliente que teve o carro atingido por disparos. O carro dela, um Siena branco, foi atingido na porta e janela do lado direito e também no pára-brisa. “Moro em Ipitanga e a insegurança por aqui é intrigante, sempre se ouve falar de assalto”, complementa.

O metalúrgico Gustavo Croesy, 48, que mora há 13 anos na região, disse que estava em casa quando ouviu o barulho da troca de tiros. Ele havia acabado de deixar uma pessoa em um ponto de ônibus e quando voltava ouviu a confusão. “Da janela de casa, vi pessoas correndo e bandidos trocando tiros com o pessoal do. Foi muito tiro e eu fiquei muito assustado. Tinha um pessoal no ponto de ônibus que saiu correndo em direção ao posto. Os bandidos fugiram e eu não vi mais nada”, contou. Para ele, a falta de policiamento e iluminação contribuem para o número recorrente de assaltos na região.

Facebook Comments