Data de Hoje
28 February 2021

Até outubro, Assembleia Legislativa deve ficar deserta

Pela quantidade de deputados que tentarão a reeleição ou disputarão vaga na Câmara Federal não é exagero afirmar que, dificilmente, até outubro a Assembleia Legislativa terá sessões ordinárias. Apenas cinco dos 63 deputados estaduais desistiram de tentar renovar o mandato ou brigar por uma cadeira no Congresso Nacional. Levantamento foi feito pela coluna Satélite no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Fora Carlos Gaban (DEM), que anunciou a decisão de não concorrer no fim de maio, e João Bonfim (PDT), eleito conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, abandonaram o páreo Herbert Barbosa (DEM), Maria Luiza Laudano (PSD) e Maria Luiza Orge (PSC), ex-primeira-dama de Salvador.

Outros sete tentarão mudar para Brasília, sendo três só do PP – Cacá Leão, Ronaldo Carletto e Mario Negromonte Júnior. Os democratas Elmar Nascimento e Paulo Azi, mais Yulo Oiticica (PT) e Capitão Tadeu (PSB) completam a lista. Os 51 restantes vão batalhar para permanecer na Casa.

Câmara – O balanço do TSE aponta ainda que, dos 43 vereadores da Câmara de Salvador, 17 parlamentares estavam inscritos para a disputa de outubro até a noite de ontem. Treze entraram na corrida pela Assembleia. Lista que inclui o líder das últimas greves da PM, Marco Prisco (PSDB). Enquanto isso,  quatro sonham com voos mais altos. Ana Rita Tavares (Pros), Joceval Rodrigues (PPS), Tia Eron (PRB) e Odiosvaldo Vigas (PDT) se candidataram a deputado federal.

Facebook Comments