Data de Hoje
23 April 2021
Foto: Agência Brasil/Bahia Notícias

Aumento da demanda faz preço de repelentes no mercado baiano subir até 76,19%

A preocupação com o aedes aegypti e o aumento da demanda por repelentes fez o preço do produto aumentar no mercado baiano ao longo de 2015. Segundo o jornal Correio, o valor do Exposis na versão de 100 ml, o mais recomendado por médicos para grávidas, subiu de R$ 42 para R$ 74, um crescimento de 76,19%. Os dados são do Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Estado da Bahia (Sincofarba), que também aponta que a relação do zika vírus com o surto de microcefalia, confirmada pelo Ministério da Saúde, fez a procura aumentar 40% nas farmácias do estado. O aumento mais considerável foi nos repelentes a base de icaridina, como o Exposis, que prometem proteção de até 10 horas. Nos produtos à base de citronela, o preço subiu cerca de 18%, chegando a R$ 13, enquanto os que são feitos com por dietil-toluamida (DEET) subiram 16,9%, e agora custam R$ 13,80. “O preço pulou por conta do aumento da demanda, que foi tão grande a ponto de deixar os estoques das farmácias e dos distribuidores completamente vazios. Nem mesmo a indústria esperava que a procura fosse tanta”, disse o vice-presidente do Sincofarba, Luiz Trindade, em entrevista ao Correio.

Por Bahia Notícias
Facebook Comments