Data de Hoje
24 June 2021

Avião que caiu na Indonésia levava cerca de US$ 500 mil em dinheiro

Autoridades investigam o acidente da aeronave que levava 54 pessoas a bordo

JACARTA — Um avião indonésio que caiu com 54 pessoas a bordo na província de Papua estava transportando cerca de US$ 470 mil (aproximadamente R$ 1,6 milhões) em espécie para aldeias remotas, informou nesta segunda-feira um porta-voz dos Correios do país. Um dia depois da aeronave cair no Leste do país no domingo, perto da região de Oksibil, as equipes de emergência foram ao local para conduzir uma investigação.

— Quatro de nossos funcionários escoltavam os fundos — declarou Haryono, o chefe dos Correios, acrescentando que

Segundo Haryono, o dinheiro se encontrava dentro de quatro bolsas e ia ser distribuído entre famílias pobres.

O acidente com o avião ATR 42-300, da Trigana Air Service, é o mais recente de uma série de desastres de aviação na Indonésia, um extenso arquipélago no Sudeste Asiático.

No domingo pela manhã, a Agência Nacional de Busca e Resgate (Basarnas) divulgou que o avião havia perdido o contato com o controle de tráfego aéreo, 30 minutos depois de decolar do aeroporto Sentani de Jayapura, na capital de Papua, com destino a Oksibil. A aeronave levava 49 adultos, cinco deles tripulantes, e cinco crianças e bebês, todos eles indonésios.

Em seguida, habitantes da região de Papua relataram que uma aeronave havia caído no distrito florestal de Oksibil, e equipes foram enviadas ao local para tentar descobrir exatamente onde o avião teria caído.

As autoridades acreditam que uma das possíveis causa do acidente foi que o piloto começou a descer muito cedo para se preparar para o pouso. Outras versões apontam para a possibilidade de que o mau tempo na área provocou o desastre.

2015-841287122-20150816114901005afp.jpg_20150816

Equipes de buscas indonésias estudam mapa do país para encontrar avião que desapareceu dos radares (Foto: Indrayadi / AFP)

A Trigana Air é uma pequena companhia aérea que possui voos domésticos para cerca de 40 destinos na Indonésia. Para sobrevoar as regiões montanhosas de Papua, a empresa geralmente usa pequenas aeronaves, e as más condições atmosféricas já causaram vários acidentes nos últimos anos.

Foram 14 desde 1991, quando a empresa começou suas operações. De acordo com a rede britânica BBC, ela é uma das quatro companhias indonésias que estão na chamada ‘lista negra’ da União Europeias desde 2007, por não atender às normas de segurança necessárias.

Por: O Globo com Reuters

Facebook Comments