Data de Hoje
25 October 2021

Bahia e Ceará empatam por 2 a 2 no Castelão Veja O Video

Em jogo movimentado e marcado por oportunidades de gol para as duas equipes, o Bahia e o Ceará ficaram no empate, em 2 a 2, na noite desta terça-feira, 15, no estádio do Castelão, em Fortaleza. Os gols do Tricolor foram assinalados por Roger e Tiago Real, enquanto os do Alvinegro foram feitos por Ávine (contra) e Julio Cesar.

Com o resultado, o Bahia chega aos 45 pontos, e pode sair do G-4 até o final da rodada. Já o Vozão permanece na zona de rebaixamento, em 17º, mas ainda pode ser ultrapassado pelo ABC e Boa Esporte.

As equipes voltam a entrar em campo no próximo sábado, 19, ás 16h30. O Tricolor enfrenta o Sampaio Corrêa, na Fonte Nova, e o Vovô pega o Santa Cruz, na Arena Pernambuco.

 

https://www.youtube.com/watch?v=COR3aYvIfZk

 

Gol contra

Conquistar resultados melhores fora de casa continua sendo uma barreira a ser derrubada pelo Bahia na Série B do Brasileirão. Mais uma vez, a equipe baiana, com o resultado positivo na mão, após virar a partida para 2 a 1, cedeu o empate para o Ceará. O triunfo, porém, não representaria uma boa atuação do Tricolor na partida.

Desde o início do jogo, o Ceará teve mais volume, garantiu maior posse de bola e teve as melhores chances de gol. O trio formado por Ricardinho, Rafael Costa e Mazola deu trabalho para a zaga do Tricolor, que tinha dificuldades de cobertura nas laterais e marcação na defesa. Os gols, contudo, não aconteceram por falta de pontaria.

E foi com Ávine que o Vovô abriu o marcador. Aos 27 minutos da primeira etapa, um cruzamento forte pela esquerda, de Victor Luís, o lateral esquerdo tricolor se abaixou e colocou a cabeça na bola, que seguiu a direção das redes de Omar. O goleiro, no susto e sem reação, nem tentou chegar na bola.

O Bahia não demorou de responder. Aos 33 minutos, o recém-contratado Roger, que substituiu Kieza na partida, com seu faro de gol, achou Tiago Real livre, mas o meia chegou atrasado de carrinho e não conseguiu tocar na bola. A jogada foi apenas um indício do que ocorreria minutos depois, no setor ofensivo Tricolor

Após cobrança de escanteio de Eduardo, Roger subiu mais que a zaga alvinegra e meteu a testa na redondo, que parou no fundo das redes do Ceará, empatando e incendiando a partida. Dos 30 aos 40 minutos do primeiro tempo, foi um período que o Bahia conseguiu ter boa atuação no primeiro tempo e oferecer perigo ao Ceará.

Equilíbrio

superior na partida, tendo mais chances de gol e maior posse de bola – 56% a 44%¨do Bahia -, na segunda etapa a história foi outra. O Tricolor voltou melhor, com destaque para as jogadas de Roger e Eduardo. Este último, aos 10 minutos, acertou um arremate no travessão, assustando a equipe mandante.

O susto maior veio com a virada, aos 17 minutos, quando Roger, que já havia marcado o primeiro do Tricolor, fez jogada na entrada da área e achou Tiago Real. O meia dominou tirando a bola do campo de marcação do zagueiro alvinegro e, com a ponta do pé, colocou o Bahia na frente. A torcida do time baiano, presente no Castelão, fez a festa.

Como no primeiro tempo, a resposta ao gol da equipe adversário não demorou a chegar, dessa vez do Ceará. O time empatou novamente aos 25 minutos, com Julio Cesar, que havia acabado de entra na partida no lugar de Alex Amado, e recebeu um bom passe de cabeça de Rafael Costa. O jogador teve a frieza de esperar a saída de Omar e tocou de cobertura para o gol.

A partir daí, a postura da equipe da casa mudou. O Vozão foi para cima e teve várias oportunidades, mas não conseguiu virar. Nos últimos minutos, o jogo ficou aberto, as duas equipes tiveram chances para fazer o gol da vitória, a partir de falhas de marcação dos setores defensivos, mas faltou pontaria para os atacantes

 

Facebook Comments