Data de Hoje
31 July 2021

Bahia empata com o Atlético-MG no Independência e continua colado na zona

Bahia empata com o Atlético-MG no Independência e continua colado na zona

Foto: Cristiane Mattos / Futura Press / Estadão Conteúdo

O Bahia surpreendeu o Atlético-MG no Estádio Independência, em Belo Horizonte, na noite deste sábado (19) mas, apesar de abrir o placar no primeiro tempo, sofreu o empate na segunda etapa do jogo. O resultado mantém o time tricolor fora da zona de rebaixamento, mas o Esquadrão permanece na 16ª posição, com 9 pontos, dois a mais do que os quatro times no Z-4. Enquanto isso, o Atlético-MG continua na 11ªposição, com 15 pontos ganhos. O próximo desafio do Bahia pelo Brasileirão será contra o Internacional, na Arena Fonte Nova, a partir das 21h do próximo sábado (26). O tricolor terá que jogar com os portões fechados por conta de uma superlotação no Estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana.

 

O jogo

O Atlético-MG partiu para o ataque logo no início da partida. Com apenas um minuto de jogo, Josué lançou para Guilherme, que já estava na área tricolor, mas a bola foi muito forte e o jogador não conseguiu alcançar. O tricolor respondeu partindo com velocidade pelo lado direito, mas Alex Silva tirou a bola da zona de perigo. Depois de um início de jogo dominado pelo Atlético-MG, o Bahia passou a buscar mais a saída de bola e marcar melhor as chegadas dos alvinegros. Enquanto isso, os atleticanos passaram a apostar nas jogadas pelas laterais, especialmente com Marcos Rocha, e cruzamentos na área. Aos 14 minutos, Henrique conseguiu fugir da marcação e, da intermediária, tentou tocar a bola enfiada para Rhayner, que não conseguiu alcançar. No contra-ataque, Guilherme lançou Jô na área tricolor. O goleiro Marcelo Lomba saiu para tirar a bola dos pés do atacante, mas o jogador chutou, sem ângulo, para mandar a bola pela linha de fundo.

 
Aos 17 minutos, os jogadores do Bahia conseguiram uma troca de passes no campo atleticano. Quando Emanuel Biancucchi tentou passar por Leonardo Silva, foi derrubado e o juiz marcou a falta. Na cobrança, Léo Gago mandou uma bomba direto para o gol, mas Victor conseguiu tirar com a ponta da luva. Os tricolores continuaram a buscar o primeiro gol. Aos 23 minutos, Uelliton fez um belo lançamento para Diego Macêdo, que, pela direita, tentou fazer o cruzamento, mas a bola bateu na marcação e foi para escanteio. Com 24 minutos de jogo, Titi abriu o placar para o Bahia de cabela. Léo Gago virou o jogo para Rhayner, que cruzou para Titi, que mandou direto para o fundo das redes do goleiro Victor.
 
Depois do gol, o time baiano passou a aprimorar mais o toque de bola, enquanto os atleticanos buscavam avançar para conseguir o empate. Aos 28 minutos, Guilherme recebeu livre e tentou chutar de longe, mas o bandeirinha marcou o impedimento. Enquanto isso, no Bahia, Uelliton arriscou uma bomba de longe e o goleiro Victor teve que espalmar para escanteio para tirar a bola. Depois de uma falta dura em Rhayner, Emanuel Biancucchi lançou a bola na área, mas Titi cabeceou para fora. Aos 42 minutos, já no fim do primeiro tempo, Guilherme Santos fez uma falta em Eduardo pela direita. Dátolo cobrou a falta na área, mas Uelliton conseguiu afastar o perigo. Com 46 minutos de jogo, Demerson fez uma falta em Jô na meia-lua e recebeu o cartão amarelo. O argentino Dátolo partiu para a cobrança e mandou a bola para longe do gol de Marcelo Lomba.

Segundo tempo

O técnico Levir Culpi fez duas alterações na equipe atleticana durante o intervalo da partida. A entrada de Pedro Botelho no lugar de Alex Silva fez com que a equipe chegasse com mais velocidade pela lateral esquerda, enquanto Luan no lugar de Maicosuel puxou os ataques para a direita. Logo de início, Luan recebeu de Jô e cruzou na área, mas o goleiro Marcelo Lomba saiu para a defesa. Com quatro minutos de jogo, o técnico Marquinhos Santos perdeu o zagueiro Demerson, que sentiu dores e não conseguiu continuar em campo. O atleta foi substituído por Adaílton. Aos 6 minutos do segundo tempo, Jô recebeu um passe de Guilherme e, apesar de não ter marcação, acabou desperdiçando a chance. Com 11 minutos, o Atlético voltou a levar perigo para a meta tricolor: Jô tocou para Guilherme na entrada da área, mas o jogador mandou por cima do travessão do goleiro Marcelo Lomba. Pouco tempo depois, Luan recebeu na esquerda, avançou e bateu com força, mas Lomba conseguiu a defesa.

O técnico Marquinhos Santos voltou a mexer no time do Bahia aos 18 minutos do segundo tempo, quando tirou Henrique para a entrada do também atacante William Barbio. Apesar da alteração, o time da casa continuava a pressionar o tricolor na busca pelo empate da partida. Aos 19 minutos, Dátolo recebeu um bom passe de Jô e mandou a bola com força para cima. Quando o cronômetro marcava 20 minutos, o gol saiu de Luan. Eduardo passou para Jô, que dominou e mandou a bola direto na cabeça de Luan, que apareceu sozinho e mandou para dentro. Logo depois, o atacante voltou a levar perigo quando recebeu a bola pela esquerda, invadiu a área e bateu para a defesa de Lomba. Aos 24 minutos, o Galo deu um susto na torcida do Bahia, quando o zagueiro Leonardo Silva recebeu o cruzamento e cabeceou na trave.

O Bahia não conseguia segurar a pressão dos atleticanos, que buscavam marcar o segundo gol. O treinador, então, tirou Emanuel e colocou Branquinho no meio de campo para tentar manter mais a posse de bola. Levir Culpi, por sua vez, tirou o meia Dátolo para a entrada do atacante Marion. Aos 35 minutos, Rhayner apareceu livre na área do Atlético-MG e tentou o cruzamento, mas Pedro Botelho conseguiu afastar. Logo depois, de uma jogada de Marion pela esquerda, Marcos Rocha tentou o chute mas Marcelo Lomba fez a defesa. O Bahia voltou a chegar com perigo quando Guilherme Santos recebeu na área e chutou com força, mas Victor fez uma bela defesa. O Bahia por pouco não voltou a ficar à frente no placar. Depois de uma boa troca de passes, William Barbio lançou para Branquinho, que perdeu um gol feito, mas já estava impedido. O Atlético-MG reagiu quando Jô recebeu na área, fez o giro e chutou na direção do gol, mas a bola bateu em Titi e ficou com a zaga. William Barbio ainda chegou com velocidade pela esquerda e conseguiu tocar para Léo Gago que estava marcado. O jogador tentou o passe, mas não tinha nenhum atleta tricolor para receber.

 
FICHA TÉCNICA 
Série A – 10ª rodada
Atlético-MG x Bahia
 
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 19 de julho de 2014, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília) 
Árbitro: Vinicius Furlan (SP)
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Junior (SP) e Vicente Romano Neto (SP)
Cartões amarelos: Marcos Rocha, Guilherme, Jemerson (Atlético-MG); Léo Gago, Henrique, Demerson, Titi (Bahia)
Gols: Luan (Atlético-MG); Titi (Bahia)
 
Atlético MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Alex Silva (Pedro Botelho); Josué, Eduardo, Dátolo (Marion), Guilherme e Maicosuel (Luan); Jô. Técnico: Levir Culpi.
 
Bahia: Marcelo Lomba; Diego Macedo, Demerson (Adaílton), Titi e Guilherme Santos; Fahel, Uelliton, Léo Gago e Emanuel Biancucchi (Branquinho); Rhayner e Henrique (William Barbio). Técnico: Marquinhos Santos.
 
por Júlia Belas
 
Facebook Comments