Data de Hoje
16 January 2022

Beneficiários do Bolsa Família enfrentam fila para recadastramento

Faltando dez dias para o encerramento do prazo de recadastramento dos beneficiários do programa Bolsa Família, os postos da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) registraram crescimento no fluxo de atendimento. Na capital baiana, cerca de 180 mil famílias são atendidas pelo programa. Caso a atualização não seja realizada dentro do prazo, o benefício pode ser suspenso.

Até o dia 28 de dezembro, os cadastrados precisam levar os documentos originais de identificação dos moradores do domicílio na sede da Semps no Comércio, no Serviço de Intermediação de Mão de Obra (Simm) ou em uma das dez prefeituras-bairro. O serviço também está sendo oferecido em quatro postos da Coelba: Liberdade, Campinas de Pirajá, Periperi e Itapuã.

Desde segunda, uma longa fila foi formada na sede Semps. A mesma situação se repete no início desta terça, 18. Muitas pessoas chegaram de madrugada para tentar se recadastrar. Algumas, inclusive, reclamam que já foram mais de uma vez ao local para regularizar a situação, sem sucesso.

A chefe do setor de atendimento e acompanhamento do programa no órgão, Leandra Adelino, informou que a unidade recebe “os beneficiários do Bolsa Família e do Benefício de prestação continuada (BPC)”.

No caso do Bolsa Família, os cadastrados foram alertados por meio de uma correspondência sobre a atualização dos dados. “Se a pessoa não realizar o procedimento, o benefício pode ser bloqueado e suspenso. No entanto, a medida pode ser corrigida na atualização, mesmo fora do prazo”, disse Leandra.

A dona de casa Juliana Barbosa, 26 anos, não se atentou ao prazo. Após uma amiga informar sobre o período de atualização, ela foi até a Semps. “Eu recebi a correspondência em casa e acabei esquecendo a data-limite”, disse a dona de casa.

Facebook Comments