Data de Hoje
1 December 2021

Bernardo ameaça se matar e envia fotos com faca na garganta à namorada

aaasssssssssssssssssssss-horz

 

Antes de denunciar o meia do Vasco Bernardo na Lei Maria da Penha por agressão, Patrícia Mello viveu momentos de agonia ao lado de seu ex-namorado. Após ter vídeos íntimos vazados na internet mês passado, onde o antigo casal aparecia tendo relações sexuais, a jovem optou pelo término do relacionamento e teria presenciado uma ameaça de morte por parte do jogador. Isso é o que está descrito no registro de ocorrência feito dia 3 de junho, na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), obtido pelo UOL Esporte.

No relato, Patrícia alega que Bernardo lhe enviou fotos pelo celular com faca no pescoço, nos pulsos e no rosto, dando indícios de que poderia suicidar-se caso ela não reatasse o romance. Assustada, ela teria retornado à residência onde eles estavam morando juntos e, com os ânimos mais apaziguados, a mesma esperou que o atleta se dirigisse ao treino do Vasco para, somente então, se encaminhar à delegacia para fazer o registro.

Na ocorrência, Patrícia o acusa de lesão corporal, ameaça e injúria, fato que o enquadra na Lei Maria da Penha, onde a pena varia de três meses a três anos de detenção. De acordo com o depoimento, o meia teria agredido-a com um tapa no rosto, chutes nas pernas e costas, além de puxões e xingamentos pelo fato dela ter reclamado que ele bebia todos os dias. O documento ainda destaca que não há testemunhas.

Nesta terça-feira, Bernardo teve o contrato com o Vasco suspenso por tempo indeterminado. A tendência é a de que ele seja emprestado a outro clube ou tenha o vínculo rescindido.

Bernardo pode ser enquadrado também na Lei Carolina Dieckmann
O jogador do Vasco pode se complicar ainda mais na Justiça. O episódio do vazamento dos vídeos íntimos do casal está sendo investigado pela Delegacia de Repressão de Crimes de Informática (DRCI), onde ambos registraram queixas. Caso seja comprovado que Bernardo foi o culpado pela divulgação das gravações, ele será enquadrado na Lei Carolina Dieckmann, que prevê pena de um a três anos de prisão. 

Trecho do depoimento onde Bernardo teria ameaçado se matar:
"Respondeu que não queria voltar, pois não estava feliz e que a deixasse viver sua vida em paz. Enquanto Bernardo disse 'Se você não voltar eu vou me matar'. Mandando fotos em que ele aparece com uma faca em seu pescoço, pulso e rosto. Que acabou voltando para casa, pois não queria que ele se matasse. Que aproveitou a oportunidade de ir embora da residência após Bernardo sair para treinar. Que registrou ocorrência a respeito de um vídeo que expõe suas intimidades com Bernardo, o qual acredita ter sido Bernardo o divulgador do vídeo."

 

Divulgação

Trecho do depoimento de Patrícia onde ela relata a ameaça de suicídio de Bernardo

 

Trecho do depoimento onde Bernardo teria agredido-a:
"Informa que houve uma discussão entre eles pelo fato de Bernardo querer beber todo dia, sendo que o mesmo acabou por a agredir com chutes nas pernas, costas, puxou seu braço e cabelo e lhe deu um tapa na cara. Ainda a xingou de p…, dentre outros e, posteriormente, ao sair de casa, Bernardo foi até ela e disse: 'Vai embora mesmo senão vou acabar te matando'."

 

Divulgação

Patrícia Mello relata em registro agressões de Bernardo

 

Facebook Comments