Data de Hoje
16 May 2022

Bomba !!!!! senador otto Alencar esta com amizade estremecida com vice governador

O vice-governador João Leão (PP) teria ameaçado romper com o senador Otto Alencar e o deputado federal José Carlos Araújo, ambos do PSD, após os pessedistas o mencionarem no suposto esquema de corrupção no Recôncavo baiano.

Segundo apurou o Bocão News, Leão não gostou nada das declarações de Otto e José Carlos Araújo e disse que acabaria com parceria entre o PSD e PP na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). O pepista avaliou que os pessedistas poderiam defender Araújo sem precisar citar seu nome. O vice-governador teria dito, inclusive, que falaria com o governador Rui Costa (PT) para tirar o PSD da base, ambas as legendas integram a bancada da maioria na Casa.

Em entrevista, o senador Otto negou o possível rompimento. “Nunca conversei com ele sobre isso. Isso não existiu. O vice-governador é meu amigo e sou muito grato pelo apoio que me deu na campanha [nas eleições de 2014 para o Senado]. E o PSD continua apoiando o prefeito Evandro [Almeida, do PP] em São Francisco do Conde”, assegurou.

 

O senador afirmou ainda que ontem (19) o deputado José Carlos Araújo foi a Polícia Federal em Salvador e conversou com o superintendente da PF, que negou que tivesse denúncia protocolada contra o parlamentar. “O deputado pediu que investigasse o autor dessa denúncia, ele pode fazer isso porque tem foro [privilegiado]”, fez questão de ressaltar.

De acordo com a denúncia, o suposto esquema de corrupção, que desviaria dinheiro público da Prefeitura e Câmara de Vereadores de São Francisco do Conde, teria começado com o advogado Milton de Cerqueira Pedreira que foi indicado pelo deputado José Carlos Araújo, atual presidente do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados.

Segundo a acusação, Marcelo Pedreira, sobrinho de Milton, e o advogado foram sócios da filha do deputado, num escritório de advocacia e parte dos recursos desviados pela suposta quadrilha foram para financiar a campanha de José Carlos Araújo, que ganhou repercussão nacional na presidência do Conselho de Ética, que julga o processo de cassação do mandato do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB).

Ao Bocão News, o deputado federal José Carlos Araújo negou que tivesse indicado Milton Pedreira e acusou o vice-governador da Bahia, João Leão. “Nunca fiz política em São Francisco do Conde, nem nunca subi em um palanque neste município. Acredito que quem levou Milton Pedreira tenha sido João Leão. Estão trocando as bolas. Não tenho nada a ver com isso. Milton é ligado ao PP, de Mario Negromonte e João Leão”, disse o parlamentar, ressaltando, porém, que é amigo de Milton Pedreira há 10 anos.

“Fui votado lá em 1992, mas depois houve um afastamento. Estamos afastados entre 8 e 10 anos, sem nenhuma relação política desde então. Hoje ele é advogado do PP. A última vez que vi foi há oito meses. Nos encontramos enquanto almoçávamos no Salvador Shopping. Quem fazia política e era ligado à prefeita que morreu era João Leão. Acredito que tenha sido por João Leão que levou Nilton Pedreiras para lá”, acrescentou. O senador Otto Alencar endossou a versão do deputado. E ressaltou que quem faz política na cidade de São Francisco do Conde é o vice-governador.

Marcelo Pedreira é atual procurador jurídico da prefeitura de São Francisco e foi citado como operador do suposto esquema. Ele foi candidato a prefeitura de Governador Mangabeira pelo PP, partido comando pelo vice-governador João Leão na Bahia, nas eleições municipais de 2008 e 20012. O procurador foi derrotado em ambos os pleitos pela atual prefeita, Domingas Paixão (PT).

Facebook Comments