Data de Hoje
21 October 2021

Bruno Reis nega falta de abrigo para moradores de rua

xIMAGEM_NOTICIA_5_jpg_pagespeed_ic__3ifJLCpgMd

O secretário de Promoção Social da prefeitura de Salvador, Bruno Reis, negou que a prefeitura tenha fechado as portas para moradores de ruas nos abrigos de Itapuã e Pau da Lima. Segundo denúncia da defensora pública Fabiana Almeida Miranda, autora da ação civil contra a Prefeitura de Salvador por remover moradores de rua com jatos d`água durante a Copa do Mundo em 2014, a situação da população de rua soteropolitana vai de mal a pior. A defensora chegou a dizer que as unidades de Itapuã e Pau da Lima estariam destinadas apenas às vítimas das últimas chuvas. Em resposta, Bruno Reis afirma que, em Pau da Lima, a unidade destinada às vítimas das chuvas era o Espaço Axé e não o chamado “Hotel Social”. Ainda segundo o secretário há vagas em todos os cinco abrigos em funcionamento para a população de rua administrados pela prefeitura. “Há vagas sim, inclusive nos últimos dias recebemos cinco solicitações da doutora Fabiana para acolher pessoas em situação de rua e elas estão nas nossas unidades. Em relação às vagas que seriam criadas, o que temos a dizer é que, além das duas unidades existentes, os hotéis que provisoriamente foram utilizados para as vítimas das chuvas de San Martin, Bonocô e Amaralina já estão sendo utilizadas para somente pessoas em situação de rua”, afirmou. O secretário disse também que mais duas unidades estão em processo de alocação, uma na Avenida Vasco da Gama e outra na Baixa dos Sapateiros para atender a demanda. O objetivo, segundo ele, é chegar a sete unidades de acolhimento. “Vamos oferecer proteção integral com funcionamento 24 horas, em que, além das refeições diárias, estarão disponíveis assistentes sociais e educadores”, complementa. Bruno Reis disse que será lançado um edital público nos próximos 15 dias para oferta de mais de 450 vagas, além da ideia de fazer convênios com entidades sociais, como o Lar Pérola de Cristo, que atende 40 mulheres em situação de rua. O secretário ainda prometeu fazer parcerias com prestadores de serviços da prefeitura de Salvador para intermediar a contratação da mão de obra da população de rua com foco na inserção ao mercado de trabalho com concessão de moradia. Uma reunião está marcada entre integrantes da Secretaria de Promoção e a Defensoria Pública na próxima terça-feira (9).
Facebook Comments