Data de Hoje
6 May 2021

Câmara celebra o Dia Municipal da Capoeira

Com o Plenário Cosme de Farias repleto de mestres, contramestres, professores, alunos e admiradores, a Câmara de Vereadores comemorou em sessão especial, na noite de sexta-feira (09), o Dia Municipal da Capoeira (3 de outubro). A data foi instituída através da Lei Municipal nº 5.157/1996, de autoria do vereador Odiosvaldo Vigas (PDT), requerente da solenidade.

Durante seu discurso, Odiosvaldo destacou a importância histórica da capoeira. “Mais uma vez comemoramos este dia dedicado a capoeira, identidade cultural do Brasil. A dança, que está presente nos quatro cantos deste país deve ser reverenciada, pois foi fundamental na luta pela liberdade do povo brasileiro”, disse.

O presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Capoeira, vereador Luíz Carlos (PRB) ressaltou o trabalho social desenvolvido pelos mestres nas comunidades. “A capoeira entra onde nenhum outro esporte entra, ela é acessível, basta apenas bater na palma da mão e é possível formar uma roda em qualquer lugar. A capoeira também é fundamental no resgate de jovens que vivem no mundo das drogas, ajudando a preservar os valores morais e éticos”.

Segundo o Mestre Timbó, o dia dedicado a capoeira é um incentivo ao desenvolvimento da luta. “Parabenizo o vereador Odiosvaldo Vigas por essa bela iniciativa, por esse apoio, que através da lei vem ajudando e muito no desenvolvimento da capoeira”.

Em julho de 2008, a capoeira recebeu do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), o título de patrimônio cultural e imaterial do Brasil. E a roda de capoeira, o título de patrimônio cultural imaterial da humanidade da Organização das Nações Unidas (Unesco), em novembro de 2014.

A mesa da sessão solene também foi composta pelo Mestre Itapoã, professora Maísa Flores, e Maria de Fátima Bastos, coordenadora técnica do Grupo de Idosos Alegria de Viver, do Centro Social Urbano de Castelo

Facebook Comments