Data de Hoje
30 November 2021

Câmara de Salvador lança frente para fiscalizar políticas públicas na Educação

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.n7sefN2NOK

Vereador Claudio Tinoco é presidente da Frente | Foto: Divulgação

A Câmara Municipal de Salvador (CMS) lançou nesta sexta-feira (14) a Frente Parlamentar da Educação, para fiscalizar e acompanhar as políticas públicas do setor. A comissão é presidida pelo vereador Claudio Tinoco (DEM) e tem como membros Arnando Lessa (PT), Euvaldo Jorge (PP), Leandro Guerrilha (PSL), Léo Prates (DEM), Orlando Palhinha (DEM), Heber Santana (PSC) e Tiago Correia (PTN), estes últimos licenciados. De acordo com Tinoco, a Frente Parlamentar da Educação vai atuar em três pilares. O primeiro deles é a criação de um observatório dos indicadores da educação em Salvador, baseado em cinco quesitos: aprovação, reprovação, abandono, distorção de idade e série e o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). O segundo pilar é o incentivo à leitura, com o ‘Leitura, uma cidade leitora’. “Vamos trabalhar com a proposição de projetos de lei e de indicação que visam estimular hábitos de leitura na população de Salvador. Teremos duas linhas: apresentação de projetos e realização de um inventário através de um mapeamento, classificação e promoção das iniciativas que já acontecem na cidade, como as bibliotecas comunitárias, ‘Ler na praça’ e ‘Livres livros’ (minibibliotecas e pontos de leitura)”, explicou Tinoco, que é autor do projeto que institui o programa ‘Leitura nos Ônibus’, no sistema de transporte público municipal, e de projeto que propõe a criação de bibliotecas móveis nos bairros de Salvador. O terceiro e último pilar da Frente Parlamentar da Educação é ‘Memórias, referências e referências’, que tem como ações o reconhecimento a Cosme de Farias pela luta no combate ao analfabetismo.

Por: BN

Facebook Comments