Data de Hoje
2 August 2021

Candidatos já pintam muros, colocam bandeiras e balões nas vias

Na batalha, já entrou também uma leva de candidatos ao Senado, à Câmara de Deputados e à Assembleia.

Depois do verde e amarelo das bandeirinhas da Copa, as ruas de Salvador ganharam novas cores: as das eleições. É hora da disputa por espaço nas ruas, nos muros e até no céu, sobretudo entre o vermelho do PT, o azul do DEM e o lilás do PSB, partidos com os três mais fortes concorrentes ao governo da Bahia. Na batalha, já entrou também uma leva de outros candidatos ao Senado, à Câmara de Deputados e à Assembleia. Enfim, começou a guerra na rua.

z1

Na avenida ACM, uma das mais disputadas, oposição já deixou marca… (Foto: Marina Silva)

Uma guerra em que, além dos limites legais, todos querem praticamente os mesmo lugares: a avenida ACM, a Garibaldi, o Comércio, as ruas principais de Cajazeiras, a avenida Suburbana… “Estamos priorizando as vias onde passam linhas de ônibus, porque são as de maior movimento”, explicou o democrata José Carlos Aleluia, um dos coordenadores da campanha de Paulo Souto (DEM).

Segundo Aleluia, os candidatos majoritários da chapa (Souto, seu vice, o tucano Joaci Góes, e Geddel Vieira Lima, que disputa o Senado) estão tendo boa aceitação nos espaços conquistados por concorrentes à vaga de de deputado, o que tem facilitado a logística. As bandeiras e balões de propagandas, disse Aleluia, serão usados em locais onde não há muitos muros para pintar, como a orla e a  Paralela.

Um dos coordenadores da campanha de Lídice da Mata (PSB), Antônio Carlos Tramm estima que sejam pintados até 1,5 mil muros com propaganda da candidata antes de outubro. “Já existe uma tradição de muros que sempre são pintados. Os exércitos de pintores saem para fazer sua ocupação. Alguns são militantes voluntários, outros são pagos pela campanha”, conta Tramm.

Para convencer os proprietários a permitir a pintura, eles se comprometem a deixar o muro como estava quando a campanha acabar. Isso porque é proibido pintar muros sem autorização do proprietário, assim como comprar a autorização. “Tem alguns desavisados que fazem propostas, mas nós não aceitamos. Somos uma campanha pobre, e que anda dentro da legalidade”, garantiu.

Segundo a coordenação de campanha do petista Rui Costa, “têm sido contratadas pessoas para conduzir os balões infláveis, que ficam expostos em pontos estratégicos das cidades, onde circulam muitas pessoas”, disse, em nota enviada ao CORREIO. Os três comandos de campanha garantiram que só agem dentro da legalidade.

(Foto: Marina Silva)

Regras

Mesmo assim, tem gente reclamando de ter muro pintado sem autorização. “Um belo dia, acordei e quando fui ver, meu muro estava todo pintado”, reclamou a professora Carmen Mendez, moradora de um imóvel situado em local estratégico na Boca do Rio. Após reclamar nas redes sociais, foi procurada pela campanha responsável pela pintura. O muro foi deixado como estava antes.

O analista judiciário do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Jaime Barreiro, diz que quem descumprir as regras da campanha de rua pode pagar multa de R$ 5 mil a R$ 25 mil. “Não pode alugar ou vender o muro, nem pintar nenhum bem público. Há imóveis privados que funcionam como públicos, se forem frequentados por muitas pessoas, como o Barradão”, acrescentou.

Ontem, o TRE e a Sucom se reuniram para definir como funcionará a fiscalização, mas a reunião teve pouco resultado prático. Apenas ficou decidido que o TRE iria elaborar uma minuta para análise da Procuradoria Geral do Município. “O objetivo é manter a cidade limpa e respeitar seus aspectos paisagísticos e urbanísticos”, disse o órgão, em nota.

Facebook Comments