Data de Hoje
18 October 2021
A cadela Maggie da raça kelpie australiano, que segundo seu dono Brian McLaren viveu por 30 anos(7news/Reprodução)

Cão mais velho do mundo morre aos 30 anos na Austrália

O dono de Maggie, Brian McLaren, perdeu os documentos da cadela quando ela era filhote, mas alega que ela morreu aos 30 anos.

Maggie, uma cadela da raça Kelpie Australiano, morreu nesta semana aos 30 anos. Ela era, possivelmente, o cão mais velho do mundo. O dono, Brian McLaren, é um fazendeiro de Victoria, na Austrália, e contou que Maggie morreu em sua cama. “Estou triste, mas agradecido por ela ter ido desta forma”, disse o dono.

McLaren reportou ao site The Weekly News que Maggie estava bem até semana passada, caminhando pela fazenda e latindo para gatos, mas no último sábado percebeu que algo estava errado e que ela não viveria muito mais. Aos 30 anos, a cadela poderia concorrer ao recorde mundial de cão mais velho do mundo, mas McLaren perdeu os documentos de identificação de Maggie quando ela era um filhote. Mesmo assim, o fazendeiro lembra que seu filho Liam, hoje com 34 anos, tinha apenas 4 quando Maggie chegou à sua casa.

De acordo com o Guinness Book, o título oficial de cão mais velho do mundo é de Bluey, um cachorro australiano que chegou aos 29 anos e cinco meses e viveu entre 1910 e 1939. Cães normalmente vivem entre sete e quinze anos. Maggie foi enterrada ao lado do outro cão de McLaren, abaixo de um grande pinheiro na fazenda.

Por Veja
Facebook Comments