Data de Hoje
18 September 2021

Centenas de militantes contra “o golpe” se reuniram na Praça da Piedade

Milhares de pessoas se reuniram na praça Castro Alves na tarde desta quinta-feira (31). Entre os participantes, militantes de vários partidos e representantes sindicais em luta pela democracia, contra o golpe e uma homenagem àqueles que foram mortos durante a ditadura militar.

Foto: Mara Silvany/ Click Notícias

Foto: Mara Silvany/ Click Notícias

O vereador Luiz Carlos Suica (PT) estava presente no movimento carregando a bandeira do Brasil e afirmou não acreditar no impeachment da presidente Dilma. “ Eu não acredito no impeachment, por que não há crime. Isso é uma tentativa de golpe de quem quer chegar no poder sem o voto das urnas e o povo tem percebido a farsa do PMDB”. Disse.

Foto: Mara Silvany/ Click Notícias

Foto: Mara Silvany/ Click Notícias

Além do vereador, outras pessoas carregavam cartazes contra o golpe. O aposentado Manoel Meneses inovou levando o presidente da câmara Eduardo Cunha numa cela espécie de cela improvisada. “Isso aqui simboliza que eu fui o único brasileiro que conseguiu colocar Eduardo Cunha na cadeia”. Disse entre risos o aposentado.

Após concentração na praça, os manifestantes realizam mais um ato de manifestação contra a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que protocolou mais um pedido de impeachment contra Dilma na última terça-feira (29).

Por Felipe Freaza
Facebook Comments