Data de Hoje
23 July 2021

Chile acusa assessor da CBF de agressão no Mineirão

Chile acusa assessor da CBF de agressão no Mineirão

 

 
Um incidente ocorrido no intervalo do jogo em Belo Horizonte, quando houve um tumulto envolvendo o auxiliar técnico do Chile, Sebastian Beccacece, e alguns componentes da comissão técnica da seleção brasileira, deixou o clima entre as duas seleções bastante quente, com acusações e xingamentos dos dois lados. Sebastian Beccacece, que trabalha e toma as dores do técnico Jorge Sampaoli, teria se dirigido ao banco de reservas do Brasil para fazer provocações gratuitas, como fizeram alguns jogadores chilenos às vésperas da partida sobre a possibilidade de o árbitro inglês Howard Webb ajudar a seleção anfitriã no Mineirão. Ele teria chamado os brasileiros de "primitivos". De acordo com funcionários da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o assessor de Imprensa da entidade, Rodrigo Paiva, tentou afastar o rival chileno para evitar uma confusão ainda maior. Os chilenos contam outra versão, a de que em meio ao bate-boca entre as duas comissões técnicas, tamanha era a catimba da partida, Paiva agrediu com um soco o jogador Pinilla, ao fim do primeiro tempo. O clima foi tenso até o final, com entradas duras dos dois lados em campo, mas sem com pedidos de desculpas. A Fifa não descarta a possibilidade de analisar o fato caso tenha imagens desse episódio, que também faz parte do fair play defendido pela entidade. Os chilenos, eliminados, devem deixar o Brasil neste domingo.
Facebook Comments