Data de Hoje
20 April 2021
Foto: Reprodução / Internet

Com Brasil em crise, número de transplantes de órgãos cai em 2016

Com a crise econômica, o número de transplantes sofreu queda este ano. O Ministério da Saúde apresentou os dados neste sábado (17) no lançamento nacional de Doação de Órgãos na Casa Brasil, zona portuária do Rio de Janeiro. A projeção é que o número de doadores e transplantes de órgãos sólidos caia de 7.772 para 7.550 em relação ao ano passado. Esta é a primeira queda desde 2005.

A coordenadora do Sistema Nacional de Transplante, Rosana Rios Nothem, explicou que o crescimento segue sustentável, apesar da diminuição desse tipo de transplante. “Os estados estão passando por dificuldades, qualquer modalidade assistencial acaba sofrendo algum revés. E o transplante é uma modalidade assistencial cara, de difícil absorção tecnológica”, disse.

De acordo com o Ministério da Saúde é esperado para este ano 24.182 transplantes, 600 a mais que em 2015. Cerca de 42.523 mil pessoas aguardavam na fila para transplante até 30 de junho deste ano. No ano passado havia 41.236 pessoas na lista de espera.

Mesmo com a situação crítica, o Brasil tem o maior sistema público de transplantes do mundo em números absolutos. A taxa de doadores no país é de aproximadamente 14 por milhão de habitantes, mas a média considerada ideal é de 15 doadores por milhão de habitantes, como ocorre em nações como Canadá e na Austrália.

Click Notícias / Inf. Agência Brasil
Facebook Comments