Data de Hoje
28 February 2021

Comerciantes protestam sobre redução do horário de funcionamento: “está gerando aglomerações”

Um grupo de comerciantes do comércio essencial protestou na praça Manoel de Teixeira Freitas, – centro de Conceição do Jacuípe – na manhã deste domingo (5/7). Usando máscaras e mantendo o distanciamento social, eles pedem a flexibilização das medidas adotadas pela prefeitura e alegam prejuízos, não só financeiros, e sim da segurança dos clientes e funcionários.

Um dos comerciantes presentes era Fábio Noronha da Casa de Carnes Avenida e Casa de Carnes do Gaúcho, ele falou dos transtornos que o decreto da prefeitura está causando. “Estamos trabalhando sobre pressão, até os funcionários ficam com certo receito com o fluxo imenso de pessoas se aglomerando em frente ao estabelecimento devido a redução do horário de atendimento. E essa atitude da prefeita deve ser revisada, pois vai de encontro a tudo que está acontecendo no mundo. Onde os estabelecimentos de produtos essenciais estão tendo um prolongamento de horário para que a população não precise está se aglomerando, porque mesmo a gente realizando todas as normas de higienização para entrar no estabelecimento não podemos controlar e as filas estão ficam imensas”.

O decreto da prefeitura determina que as lojas abram das 8h às 15h e farmácias e postos de combustíveis até às 17h e ainda proíbe a abertura do comércio aos domingos e feriados na cidade, com exceção dos postos de combustíveis e farmácias.

O empresário Murilo Almeida da Delicatessen Super Deli também estava na manifestação e se solidarizou com os outros comerciantes. “Eu acho que a prefeita tem que ver um jeito aí, de ouvir os comerciantes, para juntos tentarmos ver um jeito de flexibilizar esses decretos pois, os prejuízos estão sendo constantes. Não só financeiro, e sim das aglomerações que estão sendo constantes devido ao horário reduzido, colocando em risco, tanto os clientes, como os funcionários e até minha família”.

Facebook Comments