Data de Hoje
28 October 2021
Foto: Reprodução/Bocão News

Conder demite cerca de 40 funcionários e mais 200 estão ameaçados

A Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder) demitiu 38 servidores aposentados e mais 232 estão ameaçados de perder o cargo. O motivo, segundo o órgão, é a necessidade de adequação do Governo do Estado à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), no que se refere às despesas com recursos humanos.

A Conder informou ainda que seguiu a determinação da Secretaria de Administração de promover um enxugamento no quadro de pessoal. Ressaltou que todos os servidores dispensados receberão os valores devidos, conforme prevê a legislação trabalhista.

Em entrevista ao Bocão News, o presidente da Associação dos Servidores da Conder, José Augusto Pinto Azevedo, criticou duramente a medida do órgão. “Foram demitidos sem nenhum critério. Foi uma forma nazista. Pessoas doentes, com câncer grave, foram demitidas. O primeiro que deveria ser demitido era o presidente [José Lucio Machado], porque ele é aposentado pela Embasa, e recebe salário dos dois. Por questão de moral e ética, deveria ser demitido, mas não tem vergonha”, atacou.

De acordo com o presidente da associação, do quadro de 502 funcionários, ao todo 270 podem ser demitidos.

Crise

Nesta quarta, o governador Rui Costa (PT) reuniu secretários para pedir a contenção de gastos. O gestor estadual afirmou também que é preciso continuar revendo contratos e métodos. “Precisamos estar unidos. Apenas assim, e com muitos esforços, vamos superar as dificuldades”, prometeu, ao pedir a compreensão e empenho de todos para o momento.

Por Bocão News
Facebook Comments