Data de Hoje
18 September 2021

Confira 5 itens que não devem ser comprados já usados

Estudos revelam que alguns itens de segunda mão podem oferecer riscos à saúde e à segurança dos usuários

Confira 5 itens que não devem ser comprados já usados

Estudos revelam que alguns itens de segunda mão podem oferecer riscos à saúde e à segurança dos usuários

Uma das formas mais comuns de economizar na compra de produtos é optar por objetos usados. Antes de fechar negócio, entretanto, é preciso analisar se realmente há um bom custo-benefício. Estudos revelam que alguns itens de segunda mão podem oferecer riscos à saúde e à segurança dos usuários. Confira cinco deles:

Colchão

Ao comprar um colchão, prefira um produto novo. Não vale a pena pensar somente na economia que será feita. É preciso que ele se molde ao formato do corpo do usuário e atenda às suas necessidades. Quando ele é de segunda mão, você pode ter dores nas costas e outros problemas, já que o material está mais desgastado.

Além disso, o colchão pode estar cheio de diversos tipos de bactérias, pulgas e percevejos. Mesmo se ele pertenceu a uma pessoa conhecida, não há como saber de que forma ele era armazenado ou cuidado.

Outra questão é que o colchão tem, em média, de cinco a dez anos de vida útil. Depois disso, ele perde naturalmente os efeitos das substâncias que o mantém longe de fungos e bactérias, tornando-se ainda mais suscetível a ataques e um meio de proliferação.

Pneu de carro

O pneu de um automóvel é um dos itens cruciais para a segurança dos passageiros, pois pode promover mais estabilidade durante a direção. Ainda assim, há pessoas que preferem economia à proteção e investem em produtos usados. Mas isso traz riscos e pode provocar acidentes graves.

Mais do que isso, é impossível saber se o antigo dono dirigia rapidamente pelas vias, por exemplo, desviava sempre de buracos ou evitava provocar possíveis problemas internos nos pneus, invisíveis a olho nu. Dessa maneira, a verificação da real situação da peça não pode ser feita com precisão.

Panela

Quando o assunto é panela de segunda mão, é preciso desconfiar até mesmo daquelas que se parecem com as novas e bem conservadas. A segurança de toda a família pode ser colocada em risco por conta de um pequeno desgaste imperceptível, por exemplo.

Os alimentos não devem entrar em contato com o metal presente nas panelas e, por isso, elas contam com proteções extras que oferecem garantias durante o preparo dos alimentos. Arranhões e fundos descascados podem liberar substâncias tóxicas que provocam doenças.

Sapatos

Muito comuns em brechós, os sapatos também devem ser de um único dono. O molde dos pés varia de uma pessoa para a outra e, caso seja utilizado de maneira incorreta, pode desencadear dores nos tornozelos e articulações, além de formar machucados, mesmo que os calçados sirvam perfeitamente.

Capacetes

Itens de segurança nunca devem ser comprados de segunda mão. O mesmo acontece com os capacetes, que são desenhados e projetados para suportar uma colisão. Por mais que você encontre um que tenha aspecto de novo, é preciso ter certeza de que ele oferecerá a proteção necessária em caso de acidentes.

Por Acorda Cidade
Facebook Comments