Data de Hoje
20 January 2022

Convidada de Fátima Bernardes defende o assédio dos homens e detona o assunto ao vivo na Globo

Fátima Bernardes ficou em choque com a opinião de uma moça da plateia do Encontrodesta quinta-feira (28). Ela interrompeu o assunto que abordava o assédio por parte dos homens no Carnaval e disparou vários comentários contrários ao tema na Globo.

“É muito importante distinguir o que é paquera do que é importunação. Qual é esse limite? É o consentimento!”, dizia a juíza Tatiane Moreira Lima, quando Fátima questionou a opinião da mulher em questão e ficou sem acreditar no que foi dito.

Fátima Bernardes ficou em choque com a opinião da moça (Foto: Reprodução)
Fátima Bernardes ficou em choque com a opinião da moça (Foto: Reprodução)

“Eu não acho que seja uma importunação um olhar… Eu acho que, se você está se divertindo, se joga! Se você não quer ficar com a pessoa, você simplesmente se afasta e sai de perto. Agora tudo é importunação. Os homens não podem nem olhar mais para a mulher que agora vai preso”, disparou.

“Não pode encostar, não pode isso, não pode aquilo… eu acho um exagero”, continuou a mulher, revoltada com o tema. “Só para a tirar a dúvida; não é ‘olhou, encostou’ e é crime. A pessoa tem que ter a vontade de tocar o seu corpo e você não querer aquele toque”, explicou a juíza na Globo.

Fátima Bernardes ficou em choque com a opinião da moça (Foto: Reprodução)
Fátima Bernardes ficou em choque com a opinião da moça (Foto: Reprodução)

“Os dois querendo, tudo bem!”, explicou Fátima. “É importante a gente dizer, Fátima, que a lei não fala em mulher, então homens também podem ser vítimas de importunação”, complementou Tatiane. No entanto, a moça da plateia finalizou mantendo a sua opinião: “É um exagero, eu acho um exagero”.

Ela, é claro, foi massacrada nas redes sociais.

Namorado de Fátima Bernardes, o deputado federal Túlio Gadêlha (PDT-PE) afrontou Jair Bolsonaro (PSL) na Câmara dos Deputados. Em plena tribuna, nesta quarta-feira (27), ele chamou de “presepada” a proposta do ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, com relação ao hino nacional.

Em seguida, ele afrontou o presidente e ainda mandou um desafio em meio ao seu recado: “Essa semana a presepada foi a carta do Ministro da Educação aos diretores de escolas, solicitando que organizem professores e alunos perfilados para execução do hino nacional”.

Túlio Gadelha, Jair Bolsonaro e Fátima Bernardes (Foto: Reprodução)
Túlio Gadelha, Jair Bolsonaro e Fátima Bernardes (Foto: Reprodução)

“Até me parece uma boa ideia, deputado Alexandre Frota (PSL-SP). Inclusive, desafio o presidente Jair Bolsonaro a cantar corretamente o hino”, prosseguiu o namorado da apresentadora da Globo.

“Mas na carta, o ministro pediu também que essa ação fosse filmada e lida uma mensagem que era concluída com o slogan da campanha eleitoral do presidente Jair Bolsonaro, uma solicitação de manifestação de autoritarismo inédita na história do Brasil”, disparou.

Túlio Gadelha (Foto: Najara Araújo / Agência Câmara)
Túlio Gadelha (Foto: Najara Araújo / Agência Câmara)

“Eu queria falar para o senhor ministro da Educação: ‘É ilegal, senhor ministro da Educação, filmar, utilizar imagem de crianças sem prévia autorização de seus responsáveis. Sua solicitação fere, acima de tudo, a autonomia da gestão nas escolas”, continuou o namorado de Fátima Bernardes, da Globo.

“Se é para filmar, então, filme as instalações precárias que há nas escolas hoje no Brasil, que filme a quadra mal mantida ou inexistente na grande parte das escolas do País, que filme a defasada e insuficiente grade curricular dos nossos alunos, que filme também as nossas salas de aula sem professor…”, dizia ainda.

Fátima Bernardes e Túlio Gadêlha (Foto: Felipe Souto Maior/AgNews)
Fátima Bernardes e Túlio Gadêlha (Foto: Felipe Souto Maior/AgNews)

“E o Estado nem dá condições para que eles possam diariamente frequentar a escola. Aproveite e filme também o contracheque desses professores, filme a merenda, filme as agressões diárias que sofrem todos os profissionais de educação no Brasil”, afirmou também.

Por fim, o amado de Fátima Bernardes concluiu dizendo: “Precisamos ter responsabilidade. Nenhum governo pode estar acima de tudo e nenhuma crença pode estar acima de todos.”

Facebook Comments