Data de Hoje
25 February 2024

Covarde, canalha e agressor”, desabafa Ana Hickmann em entrevista reveladora

Depois de denunciar o marido, Alexandre Correa, por violência doméstica e lesão corporal, a apresentadora Ana Hickmann falou pela primeira vez sobre o caso, neste domingo (26), em entrevista concedida ao Domingo Espetacular, da Record TV.

 

Durante conversa com Carolina Ferraz, Ana abriu o coração e não poupou o marido, definindo-o como covarde. “Eu tô falando da figura de um agressor, de um covarde, de um canalha que acha que tem poder e domínio sobre os outros”, disparou.

 

Em outro momento da entrevista, a apresentadora também falou sobre as dívidas milionárias que estão em seu nome e deixou a entender que Alexandre é o único responsável por elas. “Eu só tive a certeza que ele estava mentindo pra mim, por conta da imprensa. Naquele sábado [da agressão], eu falei pra ele parar de mentir pro nosso filho, de mentir pra mim. E foi assim que tudo isso aconteceu. Dias antes eu achei coisas no escritório, eu tomei atitudes ali dentro. Começou a sair as coisas sobre o banco [dívida]. Eu fiquei com vergonha. Eu nunca devi nada pra ninguém e agora estava devendo pro banco?”, questionou.

 

Ainda segundo Ana, Alexandre costumava ser truculento no dia a dia. “A gente dividia tudo muito bem e a gente nunca teve problema com isso porque construímos tudo do zero. Muita gente me perguntava como eu aguentava tanta truculência dele, e eu dizia que era acostumada com isso. Mas com o tempo, vi que não era mais amor ali, era um negócio”, revelou.

 

Ana também falou sobre quando encontrou documentos que indicavam fraudes de Correa. “Comecei a achar mais coisas, ele não gostou e aí eu mexi em coisas que não devia. Eu ainda não posso entrar em detalhes porque a investigação está sob sigilo. Mas na quinta-feira antes dessa coisa toda, eu encontrei documentos, cheques, coisas que eu olhei e não consegui identificar se eram lícitas ou ilícitas. Assinaturas que não eram minhas, valores. E quando eu o questionei, foi a primeira vez que ele começou a ficar bem agressivo comigo. Existe uma grande investigação de fraude, falsidade ideológica”, afirmou.

 

Sobre as agressões, a apresentadora disse que elas aconteciam há muito tempo. “Sou eu que estou aqui machucada e fui machucada durante muito tempo”, disse.

“Ele veio sim pra me dar uma cabeçada. Comecei a gritar mesmo, porque ele não me soltava. Eu fiquei com medo dele”, acrescentou.