Data de Hoje
21 January 2022

Cratera na Bahia aumentou 17m em quatro meses e preocupa moradores

Uma cratera gigante perto da vila de Matarandiba, na cidade de Vera Cruz, Ilha de Itaparica, na Bahia, aumentou 17 metros em um período de quatro meses. O buraco passou de 69 metros para 86 metros e especialistas tentam desvendar o mistério.

Como explica o G1, a cratera está localizada numa área de propriedade da empresa multinacional americana Dow Química. A empresa faz extração de salmora na região, uma mistura de água e sal usada na fabricação de produtos químicos. De acordo com a Dow, o caso está sendo investigado para saber se a cratera tem relação com o trabalho de perfuração que desenvolve no local, a empresa diz ainda que está monitorando a área com microssensores, drones e software de alta precisão.

No entanto, a situação preocupa porque o buraco está no meio de uma mata nativa, a cerca de 1 km do local onde vivem os moradores da vila. Um estudo geomecânico feito pela empresa e outro realizado pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) apontam que não há risco para os habitantes da região.

Segundo a Dow, a cratera – descoberta pela empresa em 30 de maio – é um fenômeno geológico conhecido como “vazio subterrâneo” (sinkhole, em inglês), cujas causas ainda não foram esclarecidas. Em setembro, o Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) instaurou inquérito para apurar as causas da abertura da cratera. O MP informou que o objetivo da ação é preservar as vidas das pessoas e proteger o meio ambiente.

Facebook Comments