Data de Hoje
6 May 2021

Dança Das Cadeiras Na Política Municipal

A locomotiva chamada eleições 2016, movimenta o cenário político em Salvador, com olhos brilhando pelo cargo de vice-prefeito da capital baiana em 2017, o secretário de Urbanismo de Salvador, Silvio Pinheiro, mudou de legenda. Pinheiro deixou o Partido Solidariedade (SD) para ingressar no ninho tucano onde habita o presidente da Câmara de Vereador, Paulo Câmara, ex-prefeito de Salvador e deputado federal, Antônio Imbassahy e outros figurões.

Em entrevista ao Click Notícias, Pinheiro esclarece o motivo da troca de partido e seus planos dentro do PSDB. Filiado desde dezembro de 2014 no SD, após eleições, Silvio conquistou a confiança do líder municipal e atualmente é cotado para ser vice-prefeito na chapa 2016 de reeleição de ACM Neto, além, de ser responsável por tocar o Plano Diretor Desenvolvimento Urbano (PDDU) e a Lei de Ordenamento do Uso e da Ocupação do Solo (Louos).

Click Notícias: Secretário, por qual motivo o senhor deixa o Solidariedade momento conturbado na política?

Pinheiro: Primeiramente, deixo claro que não houve briga ou desentendimento em eu e qualquer outro membro do SD. Minha mudança de partido por tranquila e não sair definitivamente da sigla, pois tenho amigos lá, como o vereador e presidente municipal, Geraldo Junior e o presidente estadual, Luciano Araújo.

Quando me filiei ao Solidariedade missão minha era estruturar e fortalecer o partido para dar ao prefeito ACM Neto uma base mais sólida. Hoje, vejo que parte da tarefa foi cumprida e continuarei ajudando a sigla no crescimento.

C.N: Há quanto tempo existe esse interesse de ir para o PSDB?

Pinheiro: Tenho amigos no PSDB e há seis meses o partido fez esse convite, mas como tinha uma missão no SD optei por não aceitar a proposta naquele momento.

C.N: Essa troca de sigla lhe favorecerá mais musculatura para ser o nome do vice-prefeito na chapa de ACM Neto?

Pinheiro: Posso dizer que o PSDB não tem obrigação de fazer minha indicação para vice-prefeito, pois dentro do partido têm nomes de peso como o vereador, Paulo Câmara e o presidente da Limpurb, Tiago Correia. Agora, caso essa seja à vontade, aqui estarei para mais esse desafio.

 

 

Prova que a saída de Pinheiro do Solidariedade não deixou ressentimentos foi a euforia do presidente estadual do partido, Luciano Araújo, ao falar com nossa equipe sobre o caso.

 

“O Silvio é um grande parceiro, querido e responsável. Sua ida pro PSDB está mais do que apoiada por que estamos com ele para ser vice-prefeito de Salvador no próximo mandato de ACM Neto”.

 

 

 

Pedro Moraes / Click Noticias

Facebook Comments