Data de Hoje
21 January 2022

Desaparecimento de vereador: Equipe da DHPP segue para BR 324 para averiguar denúncia de corpo no local

Uma equipe da Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) saiu no início da tarde desta quarta-feira (5) em direção a BR 324, mais especificamente para o CIA, para apurar denúncia de possibilidade de corpo do vereador Vado Malassombrado (DEM) ter sido encontrado.

Na manhã desta quarta-feira (5), o presidente da Câmara Municipal de Salvador, vereador Leo Prates (DEM), confirmou a versão de que o vereador tenha requerido uma carta de renúncia. Entretanto, conforme o demista, o correligionário teria sido orientado pela assessoria legislativa da Casa a reavaliar a possibilidade de abrir mão do mandato.

Segundo Prates, em pronunciamento no Plenário Cosme de Farias, durante evento do Prêmio Jânio Lopo, Vado estava abalado emocionalmente. “(Ele) Saiu com um modelo de carta de renúncia nas mãos e foi impedido pela assessoria da Câmara, dentro dos argumentos, para não renunciar, já que a assessoria viu que ele estava bastante abalado emocionalmente”, contou Leo, parabenizando a ação dos assessores do Legislativo. A recomendação teria sido dada para que o vereador refletisse sobre a medida.

O presidente da Câmara foi procurado pela família de Vado na tarde de terça. A causa da renúncia é desconhecida e o sumiço de Vado intriga familiares, amigos e os demais vereadores. O caso é investigado pela Delegacia de Proteção à Pessoa (DPP).

Facebook Comments