Data de Hoje
21 June 2021

Desclassificada, Bósnia vence Irã por 3 a 1 na Arena Fonte Nova

O Irã brigava por uma vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo, mas teve poucas chances contra a desclassificada Bósnia. A equipe asiática foi dominada em campo e os europeus garantiram a vitória por 3 a 10 na Arena Fonte Nova, em Salvador, na partida válida pelo Grupo F da Copa do Mundo. O gol marcado por Reza Goochannejhad foi o único dos iranianos na Copa. Com o resultado, Argentina e Nigéria se classificaram para a próxima fase do Mundial.

Desclassificada, Bósnia vence Irã por 3 a 1 na Arena Fonte Nova

O jogo

O Irã começou a partida como os únicos com chances de classificação, mas a Bósnia não se mostrou apática em campo. Logo no início da partida, aos 3 minutos do primeiro tempo, Dzeko dominou a bola na área e chutou com perigo, forçando o goleiro Haghighi a tirar com a ponta dos dedos. Logo depois, Susic conseguiu invadir a área iraniana, mas perdeu a bola na dividida com os zagueiros. Com 8 minutos de jogo, Susic voltou a chegar, desta vez pela esquerda, e cruzou pela linha de fundo para Dzeko cabecear, as o goleiro Haghighi fez a defesa. Aos 11 minutos, os bósnios levaram perigo à meta do Irã: Mehrdad derrubou Pjanic na entrada da área e o próprio jogador cobrou a penalidade, mas a defesa conseguiu mandar para longe. Os iranianos conseguiram levar a bola ao ataque apenas aos 14 minutos de jogo, quando, após uma cobrança de falta, o cruzamento na área foi afastado pela defesa da Bósnia.
A Bósnia abriu o placar aos 22 minutos na Arena Fonte Nova. Dzeko recebeu um passe na intermediária, avançou com a bola, fugiu da marcação e, da entrada da área, chutou rasteiro sem chances para o goleiro Haghighi. Os iranianos reagiram aos 24 minutos com Shojaei, que chutou de cobertura sobre o goleiro Begovic. A bola bateu no travessão e Reza pegou o rebote, em posição de impedimento. Com 30 minutos de jogo, os iranianos tentavam passes curtos para chegar ao ataque, mas perdiam muitas chances graças à forte marcação da Bósnia. Homem de referência no ataque, Reza Goochannejhad apareceu diversas vezes em condição de impedimento e não conseguiu ajudar a equipe. A Bósnia voltou a invadir com perigo o campo dos iranianos aos 38 minutos, quando Ibisevic recebeu na entrada da área, mas não conseguiu dominar. A zaga do Irã cortou mal e Dzeko tentou marcar o seu segundo gol na partida.
Aos 40 minutos de jogo, Besic cometeu uma falta próxima à área em Shojaei, mas a cobrança de Dejagah foi direto para as mãos de Begovic. A Bósnia voltou a atacar com velocidade quando Dzeko recebeu aos 42 minutos e passou para Vrsajevic, que tentou o chute rasteiro pela direita, mas ninguém alcançou e a bola foi para fora. Logo depois, Ibisevic arriscou da entrada da área e mandou a bola para a linha de fundo. O Irã voltou a tentar chegar com Dejagah, que lançou a bola aérea para a área da Bósnia. O goleiro Begovic se atrapalhou e fez a defesa em dois tempos, mas nenhum iraniano conseguiu alcançar a tempo.



Segundo tempo
O Irã voltou a campo com Heydari no lugar de Shojaei para tentar aprimorar a troca de passes e furar a marcação da Bósnia. Com 4 minutos de jogo, o atleta que havia acabado de entrar chegou com velocidade pela direita e levantou a bola para Reza, mas o goleiro Begovic conseguiu a defesa. Aos 8 minutos da segunda etapa, Nekounam tentou armar uma jogada pela esquerda, mas Sunjic fez o corte. Logo depois, Hajsafi arriscou de fora da área, mas a bola bateu no marcador. Com 10 minutos, Pooladi levantou a bola para Dejagah que, de cara para o gol, errou a mira, furou e perdeu uma boa chance de empatar a partida. Mesmo que acertasse, o meia iraniano estava em posição de impedimento.

A Bósnia ampliou o placar com um erro de passe na saída de bola de Hosseini. Dzeko tocou para Ibisevic, que lançou Pjanic na esquerda. O jogador, aos 14 minutos do segundo tempo, mandou a bola direto para o fundo das redes de Haghighi. Depois do segundo gol, a Bósnia passou a tentar segurar o resultado, com a saída de Hadzic para a entrada do zagueiro Vranjes. No Irã, o meia Haji Safi deixou o campo para a entrada do atacante Bakhsh. A Bósnia continuou a pressionar a defesa iraniana. Aos 21 minutos de jogo, um bate-rebate na área iraniana quase deu o terceiro gol à Bósnia, mas Dzeko preferiu roubar a bola do próprio companheiro para arriscar e perdeu o chute. O técnico Carlos Queiroz tirou Dejagah para a entrada do atacante Ansarifard, mas o grupo sentiu o segundo gol da Bósnia e, se não conseguia furar o bloqueio da Bósnia antes, agora só se defendia em campo.

A reta final da partida foi morna, mas teve confusão após uma falta de Besic, aos 32 minutos. O volante derrubou Montazeri e foi punido com um cartão amarelo, quando o técnico Carlos Queiroz pediu o cartão vermelho e discutiu com membros da comissão técnica da Bósnia. Aos 35 minutos, o Irã chegou com perigo com Reza. O principal jogador da seleção fez uma bela jogada individual e arriscou da entrada da área, mas a bola passou cruzada e saiu pela esquerda do gol de Begovic. Logo depois, aos 36 minutos, o atleta abriu o placar para o Irã. Depois de uma cobrança de escanteio, a zaga bósnia afastou para o meio de campo. Da intermediária, Nekounam chutou com força para marcar o gol de honra da equipe. A Bósnia descontou com Vrsajevic aos 37 minutos. O lateral puxou o contra-ataque após a saída de bola da Bósnia e conseguiu chegar próximo ao gol, para bater com firmeza e marcar o terceiro gol dos europeus. Nos minutos finais, a Bósnia continuou a pressionar, enquanto os iranianos tentavam a todo custo diminuir o placar. Apesar das tentativas, a partida terminou com a vitória dos europeus e a desclassificação das duas equipes.

FICHA TÉCNICA
Copa do Mundo
Bósnia x Irã
Estádio: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 25 de junho de 2014, quarta-feira
Árbitro: Carlos Velasco Carballo (ESP)
Auxiliares: Roberto Alonso Fernandez (ESP) e Juan Yuste (ESP)
Cartões amarelos: Besic (BIH), Ansarifard (IRN)
Gols: Dzeko, Pjanic, Vrsajevic (BIH), Reza (IRN)
Bósnia: Begovic; Vrsajevic, Sunjic, Spahic e Kolasinac; Besic, Pjanic, Hadzic (Vranjes) e Susic (Salihovic); Ibisevic e Dzeko (Visca). Técnico: Safet Susic.
Irã: Haghighi; Montazeri, Hosseini, Sadeghi e Pooladi; Nekounam, Teymourian, Shojaei (Heydari), Haji Safi (Bakhsh) e Dejagah (Ansarifard); Reza. Técnico: Carlos Queiroz.

Facebook Comments