Data de Hoje
18 May 2021

Dia das Mães: Caminhada pela Paz protesta por morte de professora na Vila Laura

Familiares, amigos e alunos da professora Andrea Borges Astolpho, de 43 anos, morta no último domingo (4), numa tentativa de assalto fizeram uma manifestação, na manhã deste domingo, pelas ruas da Vila Laura.



Cerca de 300 pessoas vestidas de branco, de acordo com a estimativa da Polícia Militar, se reuniram para o ato, munidas de cartazes, faixas e flores para protestar contra a violência e pedir punição aos culpados pela morte da professora.





A “Caminhada pela Paz” teve início na Pracinha da Igreja, próximo à Escolinha da Vila. Depois, os manifestantes andaram até as ruas do bairro, mesmo debaixo de muita chuva, até a Rua Carlos Chenaud, na Vila Laura, onde o protesto foi encerrado.



Todo o percurso foi marcado por muita emoção. Andrea estava estacionando o carro nas proximidades da academia Bonanza, quando três homens chegaram e deram a voz de assalto. A professora tentou fugir com o veículo e um dos bandidos efetuou um disparo de arma de fogo que atingiu a cabeça de Andrea. A criança não foi atingida pelos criminosos.





Presos



A polícia prendeu, no início da noite de segunda-feira (5), os três suspeitos envolvidos na morte da professora Andrea Borges. Todos são moradores do bairro de Cosme de Farias. Eles foram identificados como: Danilo Nery Santos, único maior de idade, vulgo Dandão, E.F.B e I.S.J.P.





Segundo a polícia, os três foram identificados após imagens que registraram o momento do crime. A prisão aconteceu na localidade conhecida como Baixa do Tubo, em Brotas. Todos foram encaminhados para a 6ª delegacia.

Facebook Comments