Data de Hoje
17 May 2022

DIAZ acaba com festa irlandesa e derrota Conor McGregor, o ‘imbatível’

Os planos de Conor McGregor de conquistar cinturões em múltiplas categorias de peso encontraram um obstáculo com a derrota sofrida para Nate Diaz por finalização na madrugada de domingo, no UFC 196. O irlandês, que disputaria o título dos pesos-leves contra Rafael dos Anjos no evento antes de o brasileiro ser forçado a desistir da luta por conta de uma lesão, se vê sem o mesmo poder de barganha para manter o direito de enfrentar o campeão da divisão de cima. O “Notório” garantiu que não desistiu de seu sonho, mas reconheceu que provavelmente terá de defender o cinturão dos pesos-penas, que conquistou em dezembro do ano passado.

– Notei um monte de gente celebrando isso (a derrota) no peso-pena. Não consigo entender como alguém não envolvido pode comemorar a vitória de outro homem. Acho que é o certo eu descer ao peso-pena e lembrar quem é o campeão. Mas não estou esquecendo do peso-leve e do peso-meio-médio. Gostei de como ele sentiu os golpes e continuou vindo para cima, sua expressão não mudou, e eu entrei em pânico. Tenho que reconhecer que, com mais peso, não vai ser só um golpe, só dois golpes, só três golpes. É uma lição. Sinto que tenho que descer e lembrar eles, a próxima luta deve ser no peso-pena – comentou Conor McGregor na coletiva de imprensa pós-luta, no MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas.

Se McGregor de fato defender seu cinturão peso-pena em sua próxima apresentação, seu adversário deve ser ou José Aldo, homem que derrotou para conquistar o cinturão em dezembro, ou Frankie Edgar, que conquistou a posição de desafiante número 1 ao nocautear Chad Mendes também em dezembro, sua quinta vitória seguida. O irlandês não se posicionou sobre qual dos dois ele considerava que deveria ser seu primeiro desafiante.

– É duro não dar outra chance ao Aldo, ele esteve invicto por 10 anos, mas ele desiste muito de lutas, se machuca demais. Frankie Edgar, por outro lado, sempre aparece e compete. Vamos ver, vou esperar o que os fãs dizem, quem eles querem ver lutar, mas eu vou defender e vou voltar para conquistar o peso-leve. Hoje eu venci o primeiro round, senti que estava vencendo o segundo até o Nate acertar uns bons golpes no final e finalizar. Eu vou voltar no futuro – afirmou McGregor.

O campeão ainda criticou a reação de José Aldo, que o provocou e o desafiou através das redes sociais logo após a luta, pedindo por uma revanche no UFC 200.

– Ele teve a chance de aparecer (no lugar de Rafael dos Anjos) e não lutou. Ele era a primeira opção. Disse que lutaria a qualquer hora, em qualquer lugar, e não lutou nem aqui nem hoje. Festejar a derrota de outra pessoa é coisa de perdedor, e não de um campeão – cutuco

Facebook Comments