Data de Hoje
25 September 2021

Dilma corta oito ministérios e cria duas novas pastas

Para equilibrar os ministérios e secretarias que não foram reduzidos, a presidenta pretende cortar até 3.000 cargos comissionados, estes que chegam a 23.000 atualmente.

Na reforma ministerial que deve ser anunciada oficialmente nesta sexta-feira (2), a presidenta Dilma Rousseff irá reduzir 8 pastas da atual Esplanada dos Ministérios, contudo outras duas deverão ser criadas. O governo passará agora a ter 31 ministérios. De acordo com o jornalista Fernando Rodrigues, do UOL, a presidenta não conseguiu reduzir o número que gostaria devido à pressões políticos tanto de petistas quanto de peemedebistas. Dilma tinha a ideia de reduzir a importância de certas secretarias retirando o status de ministério, tais como o Advocacia-Geral da União e a Controladoria-Geral da União.

Outra questão que foi muito criticada, e por isso Dilma teria abandonado a ideia, foi a incorporação do Ministério da Cultura pelo da Educação, como era no passado. Para equilibrar os ministérios e secretarias que não foram reduzidos, a presidenta pretende cortar até 3.000 cargos comissionados, estes que chegam a 23.000 atualmente. Uma mudança que atingirá as camadas desfavorecidas e as minorias será a fusão das pastas Direitos Humanos, Mulheres e Igualdade Racial, que originarão o Ministério da Cidadania.

Dilma nomeará ainda os deputados Marcelo Castro (PMDB-PI) para a Saúde e Celso Pansera (PMDB-RJ) para a Ciência e Tecnologia, este último forte aliado do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O Partido dos Trabalhadores sairá enfraquecido com a nova configuração ministerial. O partido vai perder cinco ministérios e ganhar outros dois, com um saldo de três negativo. Confira a planilha com todas as modificações da Esplanada divulgada por Fernando Rodrigues:

ReformaMinisterial-1

111111111111111

detalhes da reforma ministerial da presidenta Dilma Rousseff – Foto: Reprodução/ http://fernandorodrigues.blogosfera.uol.com.br/

Detalhes da reforma ministerial da presidenta Dilma Rousseff – Foto: Reprodução/ http://fernandorodrigues.blogosfera.uol.com.br/

Fonte:  Revista Brasileiros/ Foto: Reprodução
Facebook Comments