Data de Hoje
24 September 2021

Dilma: nem na ditadura confundimos Copa com política

A presidente Dilma Rousseff aproveitou o seu discurso durante evento promovido pelo PT do Rio Grande do Sul para voltar a defender a realização da Copa do Mundo no Brasil. Segundo ela, há hoje uma “campanha sistemática contra a Copa”. “Mas ela, de fato, não é (uma campanha) contra a Copa do Mundo, é uma campanha sistemática contra nós”, criticou. A presidente voltou a dizer que quando estava presa na época da ditadura torceu para a seleção brasileira. “Nem na ditadura confundimos Copa com política”, afirmou. Dilma disse o governo fez um levantamento e descobriu que há “várias linhas de intervenção anti Copa”. A presidente destacou antigas reportagens que afirmavam que o Brasil não conseguiria deixar os estádios prontos a tempo e disse que é preciso informar melhor a população sobre a real situação do evento. Segundo Dilma, além do pessimismo em torno das construções dos estádios, muitos dizem de forma equivocada que o Brasil tirou dinheiro da educação e saúde para que as arenas fossem construídas. “É uma desinformação”. Segundo Dilma, o total destinado aos estádios, por meio de financiamento, foi de R$ 8 bilhões. “Em 2014, o gasto em educação é de R$ 280 bilhões”, disse. “Dez dias de um mês equivalem aos 12 estádios”, comparou. A presidente minimizou os riscos de um surto de dengue no País. “Foi dito que se corria o risco da dengue, mas não há caso de dengue nessa época do ano”, afirmou. Dilma também disse que são equivocadas as afirmações de que faltará internet nas cidades sede.

Agência Estado

Facebook Comments