Data de Hoje
21 October 2021

Dilma Rousseff responde xingamentos e diz que nem tortura mudou “seu rumo”

Presidente esteve em inauguração no Distrito Federal e falou sobre o assunto

dilma_3-550x287

Depois de milhares de pessoas gritarem “Ei, Dilma, vai tomar no c…”, no Itaqueirão, na abertura da Copa do Mundo nesta quinta (12), Dilma Rouseeff falou sobre os xingamentos que recebeu e disse que não se deixará abater.

“Quero dizer para vocês que não vou me deixar perturbar por agressões verbais, (…) não vou me deixar atemorizar com xingamentos que não podem sequer ser escutados pelas crianças    e pelas famílias”, disparou Dilma.

A presidente da república também lembrou de quando foi torturada e repreendida nos tempos de ditadura militar.

“Aliás, na minha vida pessoal, quero lembrar que enfrentei situações do mais alto grau de dificuldade, situações que chegaram ao limite físico, eu suportei agressões físicas, suportei agressões físicas quase insuportáveis e nada me tirou do meu rumo, dos meus compromissos, nem do caminho que tracei para mim mesma”, finalizou.

As declarações foram feitas durante sua participação durante inauguração de parte de um corredor expresso de ônibus no Distrito Federal.

Facebook Comments