Data de Hoje
22 September 2021
Foto: Edilson Lima/ A Tarde

Dilma vem a Salvador para cerimônia de incorporação de navio

Nesta quarta-feira, 6, a presidente Dilma Rousseff e o governador Rui Costa participam da cerimônia de incorporação do Navio Doca Multipropósito (NDM) Bahia à frota da Marinha do Brasil. O ato será realizado na sede do Comando do 2º Distrito Naval, no bairro do Comércio, a partir das 11 horas.

Adquirido por meio de um acordo entre o governo brasileiro e francês, a embarcação atracou em Salvador desde o último domingo e vai substituir o ex-navio de desembarque-doca (NDD) Rio de Janeiro, que será desativado. A capital baiana é o primeiro porto brasileiro a receber o navio.

Após a abertura oficial, a embarcação será aberta para visitação. O público poderá conhecer as principais dependências do navio, por meio de visita guiada, das 14h às 17h, com entrada gratuita.

Projetado para transportar tropas, veículos, helicópteros e munição, a embarcação, que foi comprada por 80 milhões de euros, tem capacidade para operar em grandes áreas oceânicas e na proteção de plataformas marítimas de petróleo.

De acordo com o almirante de esquadra da Marinha Bento Costa, o navio poderá ser utilizado, ainda, para comando e controle de força-tarefa, operações aéreas, operações de paz – transporte de tropas e materiais -, assistência humanitária e hospitalar, resgate e apoio em casos de catástrofes naturais e no combate à pirataria.

“O navio-doca Multipropósito atende a diversas possibilidades no âmbito militar e de defesa civil. A compra é fruto de uma carência desse tipo de equipamento na Marinha”, afirmou.

Após visitar Salvador, o navio seguirá para o Rio de Janeiro, onde ficará por cerca de três meses para a realização de testes e exercícios com tropas. A previsão é que, em meados do segundo semestre, ele seja utilizado para sua primeira missão oficial: o retorno de oficiais que se revezam nas forças de paz no Haiti.

Complexo hospitalar

O hospital conta com 500 m², 49 leitos, sendo 23 de UTI, dois de isolamento e 24 para leitos de extensão, com capacidade total para 100 pacientes por dia
O hospital conta com 500 m², 49 leitos, sendo 23 de UTI, dois de isolamento
e 24 para leitos de extensão, com capacidade total para 100 pacientes por dia

Dentre os destaques da embarcação está o complexo hospitalar com 500 m² e 49 leitos, 23 deles para terapia intensiva, dois para isolamento e 24 de extensão. O hospital é o primeiro de grande porte montado em uma embarcação da Marinha brasileira.

O espaço de saúde comporta, ainda, a recepção de 100 pacientes por dia e conta, também, com sala de curativos, laboratório e centro cirúrgico capaz de operar até seis cirurgias por dia.

“O acesso ao hospital pode ser realizado tanto por dentro da embarcação, tanto pelo convés de voo principal, o que permite que helicópteros de resgate realizem evacuações aeromédicas”, explicou o capitão de corveta e chefe do grupo de saúde, Demóstenes Apostolides.

Um dos seis baianos a integrar a tripulação de cerca de 230 homens, o primeiro-sargento Miguel Ângelo conta sobre a emoção de retornar a Salvador a bordo do NDD.

“É gratificante mostrar aos meus conterrâneos o navio. É um prazer voltar à minha cidade natal. Considero essa como uma das maiores missões da minha carreira”, afirmou.

gbgbPor A Tarde
Facebook Comments